14/10/2017

Como é que se faz?

Como é que se faz para apanhar os bocados? 

Outra vez... 

Outra vez! 

Como é que se faz para apanhar os bocados, sendo que já sabemos como o fazer, só não estávamos à espera de ter de o fazer outra vez? 

Como é que se faz quando achamos que estamos a viver um sonho e ele desaparece? 

Como é que se faz quando achávamos que estávamos a construir um castelo e ele desfaz-se em pedaços em cima da nossa cabeça e esmaga-nos o corpo até não conseguirmos respirar? 

Como é que se faz quando voltamos a encontrar a esperança perdida e, de um dia para o outro, ela desaparece. Numa nuvem de fumo! De nevoeiro denso que nos entra pelos olhos dentro e não nos deixa ver para além das lágrimas. 

Como é que se faz quando vemos as promessas feitas saírem pela janela sem sequer termos tempo de reagir. Como é que se agarra uma coisa que achávamos que era nossa e afinal não? 

Como?

Como é que se faz? 

Já o fiz antes... Mas não sei como fazê-lo agora. Não depois de abrir portas que estavam fechadas. Não depois de acreditar em coisas que já não acreditava. Não depois de sentir aquilo que achava que nunca iria sentir. 

Parece que a alma sai para fora do corpo. De um corpo totalmente inanimado. Despido. No chão. Amachucado e vazio. E a alma perdida a pairar por cima. Sem saber para onde ir. Pequena, asfixiada e seca. 

Eu sei como se faz. Já o fiz antes. Só não sei como fazê-lo agora. 

Não sei como se faz, sabendo de cor como fazê-lo. 

21 comentários:

Mafalda disse...

Força! Muita força! E um abraço muito apertado!

Marta Figueiredo disse...

Um grande grande abracinhoooo!!

marta disse...

Levanta se a cabeça e continua se!
A lei da vida é cair sete vezes e levantar se oito... Custa mas passa!!
Beijo com MTA força.

I* disse...

<3

Jardim de Chuva Prateada disse...

Sei o que é. Sei do que fala. O que posso dizer-lhe é que...conseguimos sempre! Muita força e pense em si! Um abraço inteiro.

Anónimo disse...

Nem quero acreditar no que acabei de ler, depois de tudo o que li ultimamente..... :( Um abracinho apertado Kiki e se servir de consolo acredite que nada acontece por acaso.

Anónimo disse...

Força kiki! Vai passar! Dói mas vai passar!

Liliana Peixoto disse...

Vais fazê-lo de novo, senão por ti por eles. Sem saberes como vais fazê-lo, vais buscar "forças" não sabes onde, mas vais, e um dia tal como da outra vez tudo terá passado.

Susy Littlebox disse...

Muita calma e muita força.
Eu tenho muito medo que me aconteça...
Falhou o primeiro casamento, acreditei no amor novamente e tive o meu filho lindo e foi o melhor que ficou de mais uma história de amor falhada.
Medo, tenho-o todo, porque tal como tu, eu sei como sobreviver, mas a dor de passar por o mesmo novamente é agonizante.
Beijos Enormes carregados de amor ��

SIRF disse...

Não posso crer no que li! Ou então não percebi bem. é isso. não percebi bem! Vai correr bem. Com esses filhotes maravilhosos! beijinhos

Unknown disse...

opah!!! :( Kiki Deus coloca tudo e todos na altura certa e também os tira por não ser para nós!como já mencionaram, cabeça erguida, és mais forte e lá no fundo sabes que sim! segue em frente com os que são verdadeiramente teus, que te amam incondicionalmente e te dão o carinho que precisas sem teres de pedir!!! bjinho do tamanho do mundo, e tudo vai ficar bem ;)

Maf disse...

Sinto muito. Estava feliz por si!
Cabeça erguida, sempre. Vai ultrapassar mais esta. Beijinho

Ana Rita Mendes disse...

Há males que vêm por bem.
Pense em si e nos seus filhos.
Infelizmente já senti o mesmo na pele... e tudo passa.
Beijinho de força e coragem.

Anónimo disse...

Carolina só gostamos de quem gosta de nós!Vai ter força para continuar!

Sofiazinha disse...


:(

Beijinho muito grande mesmo no meio do <3

Abraço muito apertadinho.

O que quer que seja custa sempre, mas se for o novo amor....depois de tudo o que lia (a felicidade que li) espero que não seja isso.

Joana Carvalho disse...

Agora apeteceu-me dar-te um abraço, abrirmos uma garrafa de vinho e ajudar-te a apanhar os cacos!

Beijinho,
Joana Carvalho

Maria disse...

eu tb ando a apanhar o caco em que fiquei (e quantas mais não andarão também... a puta da vida). solidária consigo e saiba que aqui estou para o que fôr... aconchego nos números, consolo de não ser sozinha, apoio de quem entende - tudo isso somado certamente á sua família e amigos e ao bem que nos faz exorcizar através da escrita (eu aqui http://fazendocaminho.blogs.sapo.pt/ lutando tb com esta ferramenta)
hang in on there!
Bj

Andreia disse...

Aqui estou eu, exactamente na mesma situação ...
Um casamento falhado, dois filhos, surgiu um novo amor que eu pensei que este sim, seria para sempre ....
E cá estou eu a apanhar cacos novamente.
É horrível ...
FORÇA

Margarida disse...

Que merda. Nao há maneira simpática de dizer.
Já me aconteceu. Aliás ainda nao passou. Ainda ando a juntar cacos. Ao fim de mais de um ano, os cacos já nao cortam tanto. Mas ainda magoam.
Porquê?? Nao há explicação.... Doi. Dói muito. Tenho a sensação que nao doía tanto aos 20.
Mas a verdade é que nao se morre disto é a vida tem que continuar.
Sei exatamente o que está a passar e nao há muito a dizer que possa dar conforto.
Um beijinho grande

Sofia Ferreira disse...

ohhh, assim, sem mais??

Um grande beijo! O melhor está para vir, tu mereces!!

xi coração

Anónimo disse...

o grande cabrão