27/04/2017

Quando a tua vida amorosa não passa de uma comédia!

O teu melhor amigo liga-te a dizer que tem um gajo óptimo para ti! 
Tu reviras os olhos de tédio porque a última coisa que queres (e odeias!) é caldinhos. Mas ele está entusiasmado e grita ao telefone e faz mil promessas e de repente apercebes-te que o próprio gajo-óptimo-para-ti está do outro lado da linha. 
Olhas em redor à procura de um buraco! E percebes que tu própria estás num buraco, do outro lado da linha e que ninguém te está a ver. Os dois tratam de tudo e marcam o jantar sem que tu consigas sequer opinar.  
Quando percebes que não tens safa e que este é um amigo a quem não consegues negar nada e que o gajo-óptimo-para-ti até não é nada mau, pensas: sáfôda! Não tenho nada a perder. 

Sem grandes expectativas aguardas o dia sem saber muito bem que tipo de conversa vai surgir. Se o gajo vai comer de boca aberta e lamber a faca no fim ou se até vai saber onde por o guardanapo e que não se bebe sem limpar a boca. Pensas que roupa vais levar. Se o gajo será alto ou baixo, se poderás ir de ténis ou é melhor levar saltos... 

Até que o dia chega. E avança. E chega ao fim. E nada. E percebes que o gajo-óptimo-para-ti acabou de te dar um borrego com contra-coice em pirueta-encarpada-invertida com cueca borrada no final. 

Claro que a tua primeira reação é "olham'este c@r€/#o"! (Que eu sou do Norte!) Está uma gaja-óptima-para-ele aqui (imagino que tenha sido este o meu petit-nom nas conversas deles) sossegada no seu canto. Eles é que vêm chatear e a seguir é isto? 

Claro que tu tentas ver a coisa pelo lado positivo! Vejamos...
. Não passaste pelo constrangimento daquele bluff cerimonioso de quem pega na carteira para pagar o jantar a meias, mas está a pensar "se não me pagares o jantar hoje, ficas a ver o 2º date por um binóculo!"
. Ainda bem que eu não estava a contar com o ovo no rabo da galinha e não fiz a depilação. (Não era bem o ovo! Mas também não era bem o rabo...)
. Poupei 5€ de gasolina por não ter de ir a Lisboa! (Bahhh!!! Esta foi ressabiada!)
. E o gajo perdeu uma noite interminável de boas gargalhadas com uma mulher espectacular! (Bahhh esta também!!) 

Moral da história, tirando as cuecas da avó, a Bridget Jones é um ensaio de vida ao pé de mim! 


26/04/2017

Obrigada Kim!

O Mundo está em choque por causa das fotografias da mana Kardashian em bikini. Pois eu só tenho a agradecer-lhe! 
Se acho bonito? Preferia olhar para o rabo da Gisele Bündchen! Mil vezes!!! Mas a verdade é que a maioria dos rabos que temos nas nossas praias (e em cima das nossas próprias pernas) são muito mais parecidos com o da Kim do que com o da Gisele. Sem os implantes é claro! 



Uma mulher sem celulite no corpo é uma mulher afortunadamente eleita pelos genes e pela vida. 90% das mulheres, gordas, magras, com filhos ou sem, têm celulite. E depois de termos filhos, a maioria de nós não volta às curvas de adolescente, mesmo que volte ao peso normal. E por isso, acho uma hipocrisia ver as pessoas a criticarem, a berrarem e a vomitarem em cima do rabo da Kim. O único problema dela é mesmo falta de gosto para se vestir. Mas até isso é subjectivo, porque, provavelmente, ela também deve achar o mesmo de mim. (Aposto que perde horas do seu dia a pensar nisso!)



Por isso meu povo, vamos antes olhar para os nossos belos traseiros, com mais ou menos celulite, mais ou menos guerdurezas penduradas, mais Gucci ou menos Gucci nos bikinis e alegremo-nos! 

Nem que seja por termos saúde e um traseiro bastante mais reduzido que o dela. Provavelmente com mais celulite até. Só não está é escarrapachado nos tablóides internacionais de escárnio e mal-dizer! 

Obrigada Kim por não teres vergonha do teu corpo! 

25/04/2017

Compro carros usados

Uma pequena notinha aos senhores que deixam a merda dos papelinhos TODO O SANTO DIA no vidro do meu carro! 

1. Compras carros? Bom 'pra ti!!! Eu trabalho com criancinhas e não ando para aí a espalhar papelinhos nos carros das pessoas para as avisar!!! 

2. Gostava de saber quantas pessoas já te ligaram para vender o carro delas com tantos sites para o efeito e stands de carros usados que existem por este Portugal fora! 

3. Deves ter uma fábrica de papel em casa para teres disponibilidade para gastar tanto papel todos os dias! 

4. Não deves ter assim tantos carros para comprar para teres disponibilidade para andares todos os dias em todas as tuas a por papéis em todos os carros! 

5. A poluição que fazes com a porra dos papéis que enfias nos pára-brisas todos os dias é pior que a emissão de gases tóxicos dos carros podres que queres comprar. 

6. 70% das vezes que metes o papel na porra do pára-brisas, ele anda a fazer viagens comigo do lado de fora do carro, enquanto faz um barulho irritante de papel histérico em processo de ataque epiléptico contra o meu vidro e enquanto eu te insulto a ti e à tua mãe por MAIS uma vez não ter visto o papel antes de começar a guiar. 

7. PÁRA DE METER PAPÉIS NO MEU CARRO

8. MESMO QUE EU QUEIRA VENDER O MEU CARRO, não vou telefonar ao tipo que deixa papéis no meu carro todos os dias 

9. Não sei! Mas era só para chegar ao 10! 

10. Com o dinheiro que gastas a mandar imprimir Flyers que ninguém lê e que deita bruscamente no lixo com um movimento violento e arreliado (quando não ficam a apodrecer no compartimento de arrumação da porta do condutor),  ajuda uma instituição de caridade.

24/04/2017

Ridículas! Vocês são ridículas!

Depois de a irmã estar a explicar quais eram as melhores amigas e quais eram só amigas...

- Não percebo! Um dia são amigas, depois já não são! Depois voltam a ser amigas. Umas são só amigas, outras são melhores amigas. Depois deixam de ser melhores amigas e passam a ser só amigas... Ridículas! Vocês são ridículas! 

18/04/2017

Todas as turmas têm o espertinho, o javardola e o fofinho!

Todas as turmas têm um estereótipo de perfil de crianças. Ou melhor, de personalidade. Têm! E terão. Desde sempre e para sempre! Faz parte. 
Todas as turmas têm o engraçadinho, o espertinho, o educadinho, o javardola, o mal-comportado, o fofinho, o ranhoso, o popular, o inteligente, o da bola, o dos números, o mandão, o enjoadinho, o meiguinho, o amuadinho, o sempre-na-boa, o lambe-botas, o fixolas e o banana... 
Mente o Educador ou o Professor que disser que não tem! É normal. Faz parte da vida! E isso vai acontecer durante o jardim de infância, durante a escola, durante o liceu, a faculdade e mais tarde na empresa onde trabalharem. Acontece dentro da própria família entre irmãos e primos. 
A grande diferença está na forma como o Educador ou Professor lida com cada um desses perfis. Na forma como valoriza o melhor de cada um e desvaloriza o pior de cada um. 
Não é possível, no mesmo dia, fazer todos sentirem-se especiais. Não há tempo útil para isso. As turmas são, infelizmente, grandes demais. O truque está em tratar os alunos como filhos. O truque está em ter a sensibilidade para descobrir qual o momento. 
A atenção que damos aos filhos não é irmamente repartida ao longo do dia. É distribuída conforme as necessidades. Se hoje há um filho que está mais triste, se hoje há um filho que fez uma coisa espectacular, se hoje há um filho que está mais nervoso... Vamos descobrindo ao longo do dia, quantas vezes vão sendo necessárias, quando é que é preciso fazer aquele filho sentir-se especial. Vamos vendo ao longo dos tropeções e das vitórias quando é que é preciso aquele filho sentir o nosso orgulho, a nossa alegria, os nossos abraços e os nossos beijos! 
(Mentira! Eu nos beijos sou uma chata!!! Mas tanto com filhos como com alunos!!) 

E assim deve ser na sala de aula. Em todas as salas. A todas as crianças. 
A responsabilidade e função do Professor não é tratar o engraçadinho como engraçadinho, o enjoadinho como enjoadinho e o espertinho como espertinho. A sua OBRIGAÇÃO é fazer cada uma das crianças sentirem-se as preferidas, as  engraçadinhas, as espertinhas, as fixolas no momento certo! E sempre que precisarem! De preferência! 
É obrigatório que todas as crianças tenham um momento-aluno-preferido-mais-inteligente-super-resiliente-mega-orgulho-ultra-super-exemplo-de-sua-professora de vez em quando! 
Faz-lhes bem à auto-estima, à alma! Dá-lhes segurança. E vai transformá-la num óptimo Ser Humano. E ai da criança que não o sinta! Que mau Educador lhe calhou... 

O coração dos meus filhos vive na minha garganta!

O coração dos meus filhos vive na minha garganta, deita-se no meu peito e respira nas minhas mãos. 

E isto não é fácil de gerir. Ou até é! Mas só quando as coisas correm como esperamos... Ou seja quando está tudo bem! Porque o nosso único objectivo enquanto mães, é esse e mais nenhum! 

Quando os vamos buscar à escola, depois de um dia inteiro sem os ver, fazemos a análise em segundos. Em míseros segundos sabemos se eles estão bem, se o dia foi bom, se estão felizes. E não precisamos sequer de lhes perguntar. Avaliamos apenas o brilho dos olhos e a velocidade da respiração. Sem sequer precisarmos de a sentir. 

E quando percebemos que a respiração não está como deveria ou o brilho dos olhos não está como esperado, é então que o coração deles aperta a nossa garganta, esmaga o nosso peito e queima as nossas mãos. 

Não há maior angústia do que a angústia dos filhos. Quando o coração deles está apertado, a nossa garganta fica asfixiada. A angústia de um filho é o maior veneno que uma mãe pode provar. 

E a impotência de não poder ajudar é a maior limitação que se pode sentir. 

Há dias em que me apetece abrir a cabeça dos filhos, mudar uns ligamentos, por-lhes pomada no coração, enfiá-los no meu colo e fechar-nos a todos numa carapaça. Onde nada lhes pode acontecer, ninguém os pode magoar e coisa nenhuma os pode angustiar. 

Tenho a garganta fechada, o peito esmagado e as palmas das mãos queimadas. Mas ele não pode saber disso! Porque é nas minhas mãos, no meu peito e na minha garganta que ele tem de encontrar o aconchego e a certeza que tudo vai passar. 

E vai! 


16/04/2017

Pisamonas nos pés - Verão Feliz!

Como prometido, aqui vai a surpresa Pisamonas que vos falei!




Os ténis sem atacadores da Pisamonas são já uma presença assídua dos nossos Verões e quase obrigatórios nos armários dos nossos filhos. (De preferência um par de cada cor! Isso é que era!!!)

Um de cada cor para cada um por favor!!!!!!!!!!!!!!!


Não há nada mais cómodo do que escolher em casa e receber em tão pouco tempo, com um serviço tão prático e sempre simpático!

Mais uma vez, não falharam nos mini-pés cá de casa e espero que o chão por onde andarem neste Verão seja carregado de brincadeiras divertidas ao ar livre e muitas e muitas gargalhadas.




Mas nem só destes ténis vivem as nossas crianças e a colecção de Primavera Verão 2017 da Pisamonas está carregadinha de sugestões óptimas, práticas e super confortáveis. Como já nos habituaram em todas as colecções da marca.

Sei de alguém que dava um dedo mindinho por estas Alpercatas Glitter! E a mãe dela também!

Alpercatas com atacadores tipo ténis para eles! Adoro!!!!

Estes ténis espiga em cor-de-rosa.... Crush!

As Alpargatas de Tigre faziam os meus pés felizes numa praia a beber uma caipirinha! 

Destes Bluchers Metalizados, era um de cada para ela e um de cada para mim!

Não há maior pinta como a espanhola, com os Bluchers tipo canvas! 

E claro! As clássicas Merceditas de velcro de sempre que nunca passam de moda.

Tal como os Ténis de Lona com velcro! 


Podem também dar uma vista de olhos nas sabrinas de menina em linho, as grandes protagonistas desta Primavera e na linha nova de sapatos de vela para rapazes. Assim que o Verão começar a apertar, têm também as clássicas e intemporais alpercatas para a toda a família!

E agora depois de babarem para esta colecção, que está de sonho (e apetece ter inteira), a melhor surpresa é para vocês!




Tenho dois pares de ténis sem atacadores para oferecer! 

Na cor que preferirem. Ah pois é! Para isso, preciso que me enviem um e-mail para familia3emeio@gmail.com a dizer uma pequena frase, quadra, texto, história mirabolante sobre onde vão andar os pés dos vossos filhos no Verão, calçados com os ténis Pisamonas. Sejam criativos e divertidos!

As duas melhores frases serão as felizes contempladas! (Um par para cada vencedor)
Poderão participar (apenas uma vez por pessoa) até ao dia 28 de Abril. Os resultados serão revelados no dia 30 de Abril à noite.

Além do e-mail, deverão também:
. Fazer um like na página de facebook da Pisamonas Portugal e da Família 3 e 1/2
. Fazer partilha pública do post no Facebook
. Identificar 3 amigos nos comentários do post no Facebook.


Conto com a vossa participação!


Conheçam o vídeo da colecção Primavera Verão 2017 Pisamonas neste link!



14/04/2017

Oh meu Rico Santo António!

Ora vamos lá ter uma conversinha! 

Mandaram-me por-te dentro de um armário de cabeça para baixo! Assim permaneceste durante anos. Até que achei que estivesses revoltado e resolvi abrir o Mundo para ti! Bem sei que a minha sala não é assim um Mundo enorme!!! Mas bolas! Está virada a sul, tem luz o dia todo, tens companhia, janelas grandes com vista desafogada! Que mais queres tu grande sacana??? 
O cuzinho lavado com água de rosas? 



Eu sou uma pessoa trabalhadora, honesta, pago as minhas contas, os meus impostos! Esfalfo-me a trabalhar. Esforço-me por andar sempre compostinha. Sorriso na cara. Dentes lavadinhos. Posso ter um carro de merda, mas não devo dinheiro a ninguém! E tu grande impostor? Dava para te esforçares um bocadinho mais?

Dispenso habitués do Tinder. 
Dispenso gajos traumatizados pelos casamentos, com ex-mulheres psicopatas! 
Dispenso tipos traumatizados porque nunca casaram! 
Dispenso gajos de 40 que tratam a mãe por mamã e lhe ligam a avisar que vão sair. 
Também dispenso matulões a viver com a mãezinha porque assim é mais fácil 'ca rupinha e 'cos comeres! 
Chega de tipos que só querem cambalhotas. 
E também chega de tipos que não aguentam 2 meses num trabalho! 

Porra Santo António!!! Eu nem sou exigente! O tipo pode ser descasado, solteiro ou viúvo! Pode ter filhos ou não ter. Só precisa de ser sério, honesto e trabalhador!!! E lavadinho e cheiroso que uma pessoa também não anda a tomar banho todos os dias para depois ir chafurdar com um javardola... 

Carai! Até parece que estou a pedir um bife wagyu de vaca virgem num tasco do Cais do Sodré! 

Vá! Deixa-te de merdas! Concentra-te! Foca! FOCAAAAAAAAAAA!!!!!!!!! Caga na Sandra e na Cristina que já trocaram mais vezes de homem no último ano do que eu de cuecas no mês inteiro! Agora páras o que estás a fazer (Hey!!!! Pára! Pára!!!! PÁRAAAAAA fonix!!!!) e pagas com rectroactivos a merda que andas a fazer há anos aqui nesta casa, sim? 

Vá!! Andor violeta à minha frente!!! 

Há pessoas para sempre e pessoas necessárias

Comecemos este post com uma das frases mais lidas e escritas da História do Homem: Aos poucos, a vida vai-te mostrando quem realmente importa! 

[Pronto! O lugar-comum está dito... Mas é impressionante como os lugares-comuns acertam em 90% das vezes! Então, continuemos.]

Vai-te mostrando que há pessoas que duram para sempre e pessoas que duram só o tempo necessário. Que as pessoas que duram para sempre nasceram para estar ao teu lado. Que as pessoas que só duram o tempo necessário nasceram com a missão de te ensinar algo e partir. Conforme a idade que tiveres, a partida das pessoas vai sendo mais ou menos dolorosa. (Embora o seja sempre...) Vais lidando com as coisas com o coração mais ou menos preparado, mais ou menos calejado. 
E aprendes também que as pessoas que só estão contigo nas horas de aperto, não estão para te dar a mão. Apenas para te ver a contorcer no chão. Para assistirem ao espectáculo. Para poderem comentar nas tuas costas o quanto estás na merda e o quanto estão preocupadas, mas sem sequer te apresentarem soluções ou apenas abraços. Raramente aparecem quando estás óptima para te abraçar, aplaudir ou simplesmente sorrir. 

A vida vai preparando os nossos corações, as nossas cabeças. Vai pondo pessoas e situações à nossa frente ao longo dos anos... Que nos vão fazendo crescer, aprender, ficar mais fortes... O único problema da Vida, é que quando estivemos realmente preparados e já tivermos atingido um bom conhecimento sobre o Mundo e sobre as pessoas, puff! Acaba-se tudo! E não os podemos por em prática. 

Ai Vida....

13/04/2017

Pessoas com filhos têm maior capacidade de auto-controlo

Quando mandas os miúdos vestirem-se, dás o tempo necessário para terem mudado de roupa 37 vezes, vais ao quarto e ele está de cuecas, com um barrete de Pai Natal enfiado na cabeça a dar com uma espada de esponja na irmã.
Depois de teres avisado que tinhas de estar a determinada hora num sítio e eles tinham de se despachar.  
E decides não o atirar pela janela! 
Isso é ter auto-controlo. 

10/04/2017

Já alguma sopa vos levou ao céu???

Deixa-me escrever isto rapidamente antes que me esqueça! Tal foi o improviso com que foi feita... 
Não tenho tido fome nenhuma à noite... Mas não posso ficar sem comer! Hoje foi mais um dia. Por isso obriguei-me a ir até à cozinha fazer uma sopa porque assim não havia desculpas! Sopa feita para 4 dias e é só aquecer... 



Abri o frigorífico. Vi o que lá tinha e comecei a por para dentro da panela. 
Então vamos lá... 

Ingredientes:
Uma caixa de cogumelos inteiros 
Uma courgette cortada em pedaços pequenos 
Dois alhos franceses 
Sal
Óleo de Sésamo 
Molho de soja 
Caril 
Leite de côco 
Cajus 

Preparação 

Deitei para dentro da panela os cogumelos, a courgette e os alhos franceses. Antes de por água, deitei sal grosso e óleo de sésamo em cima. 
Deixei a cozer 25 minutos. Depois de passada, deitei um fio de molho de soja e uma colher de sopa de caril. 
Lembrei-me que tinha um restinho de leite de côco no frigorífico e achei que ficava ali bem. Lá foi! Depois de servir polvilhei com cajus partidos para dar o toque crocante. 


Juro que há muito tempo que uma receita de pressão não me saía tão bem!!!! 

Esta sopa é de ir ao céu. Na sua textura, nos aromas, na mistura de sabores... Não a comam com companhia porque é impossível não fechar os olhos enquanto se degusta e no fim ainda se solta um leve suspiro. É chato para quem está ao lado!!!

Se a fizerem, partilhem por favor as sensações. 

09/04/2017

Isto é o que não vai acontecer nesta casa amanhã!!!




Conceição, 

Desculpe o monte de roupa para passar, mas aproveitei o fim-de-semana de sol para fazer máquinas atrasadas. Se não conseguir passar tudo hoje, deixe para amanhã. Dê prioridade às coisas deles por favor. 
Já comprei o detergente da casa-de-banho e também trouxe esponjas novas. Estão no armário da despensa. 
Estão duas camisas do Vicente em cima da cama sem botão nos punhos. A caixa da costura está no sítio de sempre. 
O Sr Carlos da mercearia ficou de passar às 11:00 para entregar a fruta. O dinheiro está em cima da mesa. 
Deixei legumes na gaveta do frigorífico, faça-me aquela sua sopinha maravilhosa para o jantar por favor. 
Uma das lâmpadas do corredor fundiu! Acha que o seu filho pode cá vir tratar disso? Aproveitava e punha uma prateleira nova no quarto da Gigi. 
Não dê guloseimas ao Mr Darcy! Senão fica gordo e faz-lhe mal à barriga. 
Veja se há sacos do aspirador se faz favor. Senão, compro antes de ir para casa. 
Se ainda tiver tempo, ligue para a lavandaria a ver se os fatos do meu marido já estão prontos! (Ahhhh!!! Esta era a gozar!!!) 
Fiz tarte de maçã, deixei-lhe uma fatia no frigorífico! 

Qualquer coisa, ligue-me! 

Beijinhos e bom trabalho!

Percebes que estás a caminhar em direção ao prazo de validade!

Quando vais ter com amigas. Tentas encontrá-las num sítio onde está muita gente. Percebes que está um vulto a olhar para ti. Não queres arriscar um sorriso porque já sabes o que a casa gasta e a probabilidade de sorrir para a pessoa errada é grande (embora isso não tivesse mal nenhum!) e quando percebes que o vulto está a andar na tua direcção e estica a cabeça para te oscular, tu dizes:

- Ai desculpa!!! Não trouxe os óculos, não tinha a certeza se eras tu! 

35 aninhos!!! 35 primaveras!!! E é isto! 

08/04/2017

O açúcar e eu!

Não sou a favor de fanatismos. E a verdade é que hei de continuar a comer porcarias quando me apetecer! Principalmente se essas porcarias forem chocolate ou um duchesse de morangos com chantilly! A diferença está no facto de que agora sei (sempre soube, mas agora convenci-me!) que isso não pode ser uma coisa que coma todas as semanas. 
O chocolate à noite, no sofá, quando toda a casa dormia, era uma coisa que fazia parte da minha rotina e me dava um enorme prazer. Substituí por uma gelatina sem açúcar. E o desejo de qualquer coisa doce àquela hora foi facilmente saciado. 
E o café? Eu não bebo café. Bebo abatanado! Que é uma espécie de balde de café. Punha dois pacotes de açúcar! Sim... Dois... Quando comecei a dieta troquei os dois pacotes de açúcar por 4 pastilhas de adoçante (sim, sim, o adoçante blá blá blá!). Neste momento, 4 pastilhas de adoçante no meu abatanado, fazem-no parecer uma espécie de molho de caramelo absolutamente intragável! Em um mês e meio, passei a por só uma pastilha! Parece-me que mais uns dias (e força de vontade!) e começo a não por nada sequer! 

Sem fanatismos, o açúcar vai desaparecendo! E a verdade é que não me tem feito falta nenhuma! Devagar se vai ao longe... Rumo aos 50! Kilos e não anos como já pensaram!!! :D

06/04/2017

As crianças são o melhor do Mundo - parte 3.926

O meu pai deu um saco novo ao meu filho... 

- Toma Vicente! Um saco para levares o lanche para a escola! 



O Vicente ficou feliz! Enfiou as luvas do futebol lá dentro e lá foi ele com o seu saco. 

Juntos Para Sempre



De coração cheio... Foi assim que saí do filme. E com vontade de voar para casa e abraçar Mr Darcy! Olhar bem fundo nos olhos dele e tentar perceber se será mesmo assim...
Uma história comovente que nos toca, principalmente quando temos amigos de 4 patas. Principalmente quando sabemos o amor incondicional que têm por nós. E nós por eles. Porque não imagino de outra forma. Um cão é um membro da família. Um filho, um irmão. E este filme retrata bem isso. 

Será que eles voltam mesmo? Gostava de acreditar que sim e que Mr Darcy já foi em tempos a Emma, ou o Mupi, ou a Maria que tantas e tantas saudades deixaram! 



Juntos Para Sempre é um filme imperdível! Um verdadeiro tributo ao melhor amigo do homem e uma história emocionante para quem não prescinde da companhia deles em família.

Podem assistir já a partir de hoje, 6 de Abril, nos cinemas NOS.

Fiquem a conhecer o trailer do filme aqui!

E a sinopse aqui!  

05/04/2017

Isto é bater no fundo!

O meu carro é espectacular! Só eu é que acho! Mas é.
Para terem uma noção do meu carro, quando fui a Coimbra com os meus filhos, a minha mãe perguntou-me se achava boa ideia ir no meu carro... 

E fui! À maneira do meu carro (tive de parar para por líquido no radiador!), mas fui! 

O meu carro tem um estilo único! 
É entradote na idade, mas isso confere-lhe experiência e sabedoria. 
A porta da bagageira não abre há 4 anos! (Se calhar mais!) e isso é bom porque os sacos do supermercado e as trotinetes fazem-nos sempre companhia dentro da cabine durante as viagens. 

A porta do tampão da gasolina caiu de podre, mas isso também é bom porque o tampão da gasolina andou 15 anos fechado e sem luz e agora pode observar as paisagens por onde passamos! 

Também perdeu os plásticos das portas. Algures em estradas por onde passei. (Ainda estou para descobrir onde ficaram) Mas isso também é deixar legado (e poluição) no Mundo! 

O capot tem a tinta descascada. E então? Eu também tenho rugas na cara. São sinais de uma vida cheia e de muita experiência! 

O painel do rádio já não dá luz há muito! Mas também não preciso porque não oiço o rádio com os olhos. 

O meu banco está meio ("meio" é ser optimista!) rasgado. Mas isso é fashion!!! Basta ver as modas nas lojas! 

A última aconteceu ontem! E desta não estava eu à espera!!! O fecho da porta do passageiro estragou-se e a porta deixou de fechar. Eu, que sou uma mulher desenrascada, fui observar o funcionamento da coisa na minha porta (do condutor!) e fiz um brilharete!!! Deixei-a igual! Por isso agora tenho duas portas que não fecham. Claro que o carro não podia circular assim... Por isso hoje fui trabalhar com as portas... COLADAS COM FITA-COLA!!!



E é isto! Aos 35 anos ando com um carro roto, descascado, partido e com as portas coladas com fita-cola. Foi exactamente isto que sonhei em criança! 
"Quando crescer vou querer dois filhos, um cão, uma casa com piscina e um carro com as portas coladas com fita-cola!" 



Entre rir e chorar! Vou optar por pensar que não há no Mundo nenhum carro igual ao meu! Nem com um ar condicionado tão ecológico como o meu! Que agora com as portas assim está uma correnteza que é um mimo.

A parte melhor foi quando saía do trabalho e um senhor começa a apitar. Olhei para trás a adivinhar o que ele queria...
- A porta!
- Obrigada!!! Está colada!!!
- Nãooooo!!!!! Está abertaaaaa!!!!!
- Nãooooooo!!!!!! Obrigadaaaaaa!!!!!! A porta está coladaaaaaaaaa!!!!!! 

Bato no fundo, mas bato com pinta!!! 

Eu não sabia disto! E tu também vais querer saber!

Depois de tentar imprimir umas fotografias em casa sobre um trabalho que fiz com os meus alunos e ter ficado sem tinta, estive a fazer uma pesquisa sobre os tinteiros da impressora. E fiquei absolutamente surpreendida por desfazer mitos sobre a questão dos tinteiros reutilizáveis! E isto que vos vou mostrar é quase um serviço público! E de saúde ambiental.



Sabiam que os tinteiros novos são muito melhores para o ambiente do que os reutilizáveis?
Os tinteiros da HP têm um programa de reciclagem próprio. O que faz com que nenhum vá parar a um aterro.

Sabiam que os tinteiros originais acabam por ter uma prestação muito melhor do que um que foi cheio de novo e por isso, no fim, o valor acaba por compensar porque estes duram muito mais tempo? E não estamos a falar de uma diferença pequena... Estamos a falar de uma impressão 50% superior no número de páginas!

Já nem vou falar da qualidade da cor na impressão de fotografias que é, obviamente muito superior.

Se não acreditam, vejam aqui!



A outra novidade também tão boa, é que a HP vai oferecer 3 prémios fantásticos.

  • 1º Lugar: 1 HP DeskJet 3700 + 1 HP Sprocket
  • 2º Lugar: 1 HP Sprocket
  • 3º Lugar: 1 HP DeskJet 3700
Basta que partilhes uma fotografia de um "Melhor Momento" da tua vida no Facebook ou Instagram com a hashtag #MelhoresMomentosHp. As fotos mais originais serão as felizes contempladas!

Podes saber tudo sobre o passatempo neste link.



Agora dêem-me licença que a Primavera chegou e eu tenho de acabar de imprimir as fotografias dos trabalhos dos meus alunos para uma exposição!







Advertisement

04/04/2017

A lição das maçãs

Esta ideia não é minha, mas sim de uma professora inglesa (Rosie Dutton) que resolveu aplicá-la aos seus alunos como forma de combater o bullying na escola. 



Aos 5 anos, não gosto de chamar bullying. Bullying é feito de forma perversa com o objectivo de maltratar. Com 5 anos querem ser mauzinhos por vezes. Mas só porque o amigo lhe roubou o carro e não sabem canalizar as frustrações. No entanto, há coisas que dizem e não deviam dizer. Por vezes magoam e não deviam magoar. Sabem que se deve pedir desculpa a seguir. Mas fazer algo que está errado e tentar apagar o estrago com um pedido de desculpa no fim, não me parece correcto. Já dizia o ditado "mais vale prevenir, que remediar!"  Até porque há crianças que não ligam quando o amigo lhe diz que já não quer brincar com ele ou quando chamam nomes, mas há outras que vão abrindo uma ferida no coração que muitas vezes fica aberta (cada vez mais aberta) para o resto da vida. 

Por isso peguei nesta ideia maravilhosa e trouxe-a para a minha sala. 
Duas maçãs lindas e apetitosas! A primeira passou de mão em mão enquanto cada criança lhe fez um elogio. 
- És linda! 
- És uma princesa! 
- Gosto muito de ti! 
- Queres brincar comigo? 
- Queres ser minha amiga? 
- És muito fofinha! 

Esta maçã estava feliz! Toda a gente gostava dela e queria brincar com ela. 

A segunda maçã (previamente batida numa superfície rígida) passou de mão em mão recebendo palavras más. 
- Não gosto de ti! 
- És feia! 
- Cheiras mal! 
- És gorda! 
- Não quero brincar contigo. 

Pobre maçã... Tão infeliz que ela estava... As crianças acharam melhor pedir-lhe desculpa pelo que disseram! A maçã voltou a passar de mão em mão e cada um pediu desculpa à maçã e deu um beijinho. Todos acharam que agora, a maçã estava feliz. Porque todos pediram desculpa pelas coisas terríveis que lhe disseram. 

Foi então que abrimos as maçãs. A maçã feliz estava bonita por dentro. Tinha o coração a brilhar, cheio de sumo!


A segunda maçã, mesmo depois de lhe terem pedido desculpa, estava muito amachucado por dentro. Com o coração escuro e triste! 



Foi assim que percebemos que pedir desculpa é importante! Mas mais importante ainda é não precisar de o fazer. Porque se tratarmos sempre bem as pessoas e formos todos amigos, os corações dos amigos nunca vão ficar escuros como o da maçã. 

Foi impressionante ver a cara deles. Ver a expressão que fizeram quando se aperceberam do que aconteceu. Alguns olhos chegaram a ficar emocionados. 

Se calhar amanhã já se esqueceram do que foi feito ali. Mas se apenas um deles ficar com este ensinamento para a vida, já valeu a pena!!!

10 regras básicas para sair da merda!

Sair da merda não é fácil!
Todos já passámos por isso uma vez na vida. Acho eu... Recebo semanalmente pedidos de fórmulas secretas para sair da merda... Infelizmente não sei a receita. Mas sei alguns truques que podem ajudar! 

Regra n°1 
- Enfrasca-te! Uma bebedeira com as amigas para curar a fossa ajuda sempre!

Regra nº2
- Proibido o acesso ao teu telemóvel enquanto estiveres perto de uma garrafa de álcool!!! Ouviste???
P R O I B I D O ! ! !

Regra nº 3
- Sempre que vier à cabeça um pensamento fofinho de uma das 100 coisas maravilhosas que ele fez por ti, abana a cabeça, esfrega os olhos, bebe um copo de água! E lembra-te das 120 coisas inacreditáveis, irritantes, pulhíssimas (se é que isto existe!) que ele te fez! (Vais ver que passas do estado nostálgico ao estado Rocky Balboa em menos de nada!)

Regra nº 4
- As tuas memórias estão a precisar de fazer um reset! Ouve músicas novas, vai a sítios onde nunca estiveste, fala com pessoas novas, muda a estação de rádio, vai a um restaurante desconhecido, come coisas que nunca tinhas comido, deita fora o teu pijama! Precisas de coisas que não te façam lembrar o artista! Criar pensamentos bons e novas lembranças na tua cabecinha perdida.

Regra nº 5
- Se, eventualmente, porque é estritamente necessário, tiveres de encontrar-te com ele... Sê esperta! Já sei que não confias em ti! Eu também não confio em mim... Não fazer depilação! Escolher umas cuecas velhas! Come um dente de alho antes! Algo tem de te impedir de fazer disparate e de cair em tentação! Senão for a tua própria cabecinha (eu sei... às vezes custa!), que sejam estas pequeninas ferramentas anti-tesão!

Regra nº 6
- Redes Sociais... Tirar o homem do teu mural do facebook. Esta parte é importante, para não teres a tentação de ir espreitar os likes que a Sandra Cristina das mamas de borracha lhe pôs em todas as fotografias e publicações! Não precisas de remover a amizade... Isso é infantil de mais! (Faz o que eu digo, não faças o que eu faço!) Mas retirar da frente dos nossos olhos, é importante!!! 

Regra nº7
- Apaga as fotografias das redes sociais. Assim não há tentações de ir espreitar e não corres o risco de te aparecerem daqui a um ano nas memórias e estragarem o trabalho todo que fizeste até lá. 

Regra n°8
- Compra um kit de maquilhagem novo! Precisas de motivação para tirar essa cara de rabo. E vai ser bom ouvir que estás com óptima cara quando fores à rua! 

Regra n°9
- Isto não é o fim do Mundo! Embora pareça. Mas não é. Já todas passámos por isso! Não és a primeira, infelizmente não serás a última. A cada dia mau que passa, é um dia a menos que falta até voltares a ter a cabeça no lugar. 

Regra n°10
- Enfia nessa cabecinha linda com cabelo maravilhoso que não podes depender de ninguém para ser feliz! Só de ti própria   Parece clichê mas é bem verdade! Solta a franga e vai ser feliz. Mais tarde ou mais cedo há de aparecer outro traste para te por o coração aos saltos. Com sorte é muito menos traste que esse e até vale a pena arriscar!!!

03/04/2017

Esta saiu bem!

Estou a voltar a ter gosto pela cozinha. Há muito que tinha desaparecido. Quem diria que ia voltar em plena dieta. 



Dentro de cada forma pus um braço de bróculos, um camarão e uma fatia de cogumelo. Deitei por cima coentros picados, óleo de sésamo e açafrão. 
Bati 3 claras e um ovo inteiro com sal e alho em pó. 
20 minutos no forno a 180ºC (pré-aquecido) e voilá! 

Mini quiches saudáveis e light! Acompanhei com salada de tomate. 


Aquela sensação boa

De deixar as crianças no colégio, ir para o trabalho e finalmente descansar do fim-de-semana!!!!! 



Esta pessoa, entre lida doméstica, programas de família e berrar para os miúdos pararem de implicar um com o outro, conseguiu ler um parágrafo do livro que está a ler e sentar 1 hora no sofá. Ontem à noite. Depois do jantar. 

Venha a semana!!! Por favor!!!

29/03/2017

Quando não consegues nem podes dizer que não!

Fui buscá-los cedo com a alegria interior de quem ia preparar o jantar cedo, despachar uma máquina de roupa e ficar despachada a horas bastante decentes. 

Mal saímos da escola e passámos em frente ao mar delicioso de Cascais com um sol como já não víamos há tanto tempo, comentei com eles a sorte que tínhamos por vivermos num sítio tão bonito. 
O vicente aproveitou a deixa... 

- Mãe, podíamos ir buscar o Mr Darcy a casa e depois íamos passear e fazer um programa em família! O que acha? 

Confesso que o 1º pensamento foi "Bolas! Não eram esses os planos!..."
Mas no meio segundo seguinte, lembrei-me de uma noticia que vi no Facebook sobre um rapaz saudável e desportista que morreu esta manhã de uma forma estupida ao ir fazer surf, caindo numa escada e batendo com a cabeça. E puff!!! Do nada, uma pessoa nova, saudável e do bem, desaparece da face da Terra!... Claro que me veio a minha veia melo-dramática explicar que, não se nega um pedido destes porque não sabemos onde vamos estar daqui a um minuto, quanto mais amanhã. 

Comemos um gelado (eles! Eu fiquei-me pelo iogurte magro que trazia na carteira...), pusemos os pés descalços na areia, sentimos o cheiro da areia e do mar, gabámos a nossa sorte mais uma vez! Mesmo que eu morra amanhã, este momento e estas memórias, já ninguém lhes tira... 

Espero que ele não tenha rasgos de amor e partilha familiar todos os dias, que isto de irem para o banho às 20:00 com o jantar por fazer, não dá muito jeito! Mas é tão bom!!!

27/03/2017

Sobre abdicar da vida por causa dos filhos!

Abdicar é uma palavra feia. É pesada! 
Não creio que uma mãe abdique de coisas que tinha ou fazia antes pelos seus filhos. Simplesmente faz uma troca. Uma opção. Chamemos-lhe investimento talvez. Fica então com um peso mais leve e colorido do que se dissermos abdicar. 

Ontem falava sobre o facto de ter abdicado de uma carreira profissional para me dedicar aos meus filhos. Fiquei a pensar que, se os meus filhos prestassem atenção àquilo, poderiam vir a carregar o peso de eu ter deitado ao ar uma coisa maravilhosa pelo frete de estar com eles. Não é isso! Eu abdiquei sim de uma profissão que me dava o dobro dos rendimentos que ganho hoje em dia é uma grande satisfação pessoal e profissional. Abdiquei de uma profissão que podia levar-me um dia a um lugar de topo numa empresa. Mas não encaro isso como uma coisa má. Foi apenas uma escolha que fiz! Eu queria ser mãe. E com todas as dificuldades que uma pessoa passa querendo ser a mãe perfeita e a mãe ideal para os seus filhos, abdicar de uma profissão foi uma escolha que fiz por mim. Porque queria desempenhar a minha função de mãe melhor do que aquilo que fazia. Os meus filhos não se queixavam. Eu sim! Se continuasse a querer subir na carreira ia ter de abdicar de tempo com eles. Para quê ganhar mais dinheiro se isso implicava ser a avó a ir buscá-los ao colégio e uma empregada a dar-lhes banho? Não foi por eles que o fiz! Foi por mim. Era eu que queria assistir a tudo. 
Se calhar passei a comprar roupa mais barata. Se calhar vamos almoçar fora quando os avós nos convidam. Se calhar não passamos férias fora. Que se lixem as férias! Que se lixem os almoços. Todos os dias me deito com a certeza que olhei os meus filhos nos olhos, que ouvi o que tinham para me contar e que os abracei pelo menos uma vez sem pressas. E isso não é abdicar de uma carreira, é ganhar o prazer de assistir ao crescimento deles e ter a certeza que eles conhecem a cor dos meus olhos e o som da minha voz. E isso não há progressão na carreira que pague. 

25/03/2017

Por minha culpa, minha tão grande culpa! Ou então não!

Está um copo em cima da mesa. Vem uma rabanada de vento, levanta a cortina que bate no copo, o copo cai ao chão e parte-se! Eu, solto um palavrão da boca, apanho os cacos e continuo com a minha vidinha. Certo? Certo! A culpa foi do vento certo? Certo! 

O meu filho está na escola, cai a andar de patins porque ia depressa demais ou porque o Antonio foi contra ele e o atirou para o chão. O miúdo magoa-se! De quem é a culpa? Minha! Porque o deixei levar os patins para a escola. Ou simplesmente porque sou mãe dele. Certo? Não! Mas só que sim! 

Se o copo fosse meu filho, possivelmente a culpa teria sido minha por ter deixado a janela aberta ou por ter posto o copo naquele lado da mesa...

Não entendo o sentimento de culpa que sentimos com os nossos filhos. Não entendo se tem a ver com responsabilidade ou com proteção. Ou com algum estado de insanidade que não controlamos. Não entendo porque o sentimos, mesmo em relação a coisas que estão fora do nosso controlo. 

Se a criança tem febre, é porque não a devíamos ter levado à rua naquela tarde. Se a criança vomita, é porque não devíamos ter deixado comer aquilo depois do almoço. 

Se a criança não tem sucesso na escola, é porque não trabalhamos mais com eles. Mas... E temos? E devíamos? Se os nosssos filhos passam tanto tempo na escola quanto nós no trabalho (até passam mais se contarmos com as nossas deslocações), que responsabilidade temos nós sobre o insucesso deles? E quem nos atribui essa culpa? Nós? Os professores? A sociedade? 

Até quando nos vamos culpar de toda a merda que aconteça com os nossos filhos? Quando eles forem responsáveis pelas suas escolhas ou quando morrermos? 
Será que nos vamos culpar de uma má escolha deles com 40 anos? E vamos atribuir a alguma coisa que dissemos ou não dissemos quando eles tinham 9? 

Educar filhos é viver com culpa! E culpa sobre a culpa. Porque a sentimos quando fazemos uma escolha para um lado e sentiríamos na mesma se fizéssemos para o lado oposto. 

Se alguém tiver a resposta ou souber como se faz isto sem a culpa... Partilhe, sim? 

23/03/2017

Ode à dieta!

Quando acordo bebo aguínha
Para o intestino acordar
Diz que faz bem à tripinha 
E ajuda a adelgaçar 

E depois vai mais um chá 
Com fiambre de perú
Ponho a celulite a andar
E tento diminuir o cú!

Já a meio da manhã 
Vai uma cenoura crua 
O que eu queria era uma nata 
Mas isso era uma loucura 

Ao almoço dou nos verdes 
Vegetais à fartazana 
Proteína faz tão bem! 
Saudades de uma bezana!

Ainda cedo à tardinha 
Está o estômago a roncar 
Bebo água, muita aguínha
Para a fome disfarçar 

E ao lanche uma alegria 
Iogurte com sementes 
Sésamo, linhaça e chia
Ficam as coxas contentes 

O fim dia é o pior
A gula confronta a razão 
Vai mais água com sabor 
Em vez de manteiga com pão 

E o jantar? É um fartote!
Vai sopinha de legume 
Se quero caber no saiote
E perder algum volume 

No sofá é que é pior
Queria mesmo um chocolate 
Vai mais um chá sim senhor 
A ver se o pneu abate! 

Depois sonho com molhangas
Leite creme e folhados 
Acordo cheia de ganas 
De fritos, doces e gelados... 

O verão está a chegar 
Não posso perder o foco
Se quero o bikini usar
E não levar nenhum soco 

Vou correr para a avenida 
Calorias vou queimar 
Arfar que nem uma perdida 
E ficar a transpirar 

E tão bom que isto é
Quero uma batata frita 
Só dou um tiro no pé 
'Pra tentar ficar bonita 

Mulher sofre com esta merda 
De tentar emagrecer
Para a direita e para a esquerda
Só apetece comer 

E agora para acabar 
Que esta coisa já vai longa 
Vou ali ajavardar
Em chá de ervas da candonga!

 


21/03/2017

E depois vais a ver e isto só acontece porque estão tão crescidos!

Em sala, na escola, duas crianças brincavam quando uma delas se levanta e diz:

C1 - Carolina!!!!!! O C2 disse um palavrão!!!!!!!!! 
Eu - Ohhhh Jesus!!! Mas que palavrão é que ele disse para estares tão aflito? 
C1 - Carolina... Ele disse o único palavrão que começa por M!!!!!!! 
Eu - Oh C2!!!! Chega aqui!!! Tu disseste Macaca?????? Macaca???? 
C2 desata-se a rir...
C2 - Não!!! Eu não disse isso! 
C1 - Não Carolina! Não foi macaca... A 2ª letra é um E!!! 
Eu - Hum... Mérida??? Tu disseste Mérida na sala???? 
C2 - Não!!! Eu não disse nada disso... 
C1 - Não... A terceira letra é um R! Mas com o som rrrrrrrrr!!! 
Eu - Deixa cá ver... MERRRRRRCADO????? C2!!! Não acredito que tu disseste Merrrrrrcado ao teu amigo!!!
C2 ri-se que nem um perdido e C1 desespera...
C1 - Carolina!!!!!! Não é mercado!!! A 4ª letra é um D!!! 
Eu - Olha, não conheço nenhum palavrão com essas letras! Se calhar ouviste mal, mesmo que ele tenha dito, não vai voltar a dizer! 
C1 - Está bem! Mas já agora, gostaria de dizer que a última letra era um A! 

C3 que não estava a participar na conversa mas escutava tudo com muita atenção, vai ter com C1 e pergunta... 

- Era MERDÁ? Acertei??? Mas o que quer dizer MERDÁ??

20/03/2017

Do meu pai

Ontem não escrevi sobre o meu pai! Porque achei que tudo o que eu pudesse passar para palavras, ia sempre ficar injustamente aquém daquilo que ele realmente é. 



Não é possível descrevê-lo e quem o conhece sabe disso. É a pessoa mais humana, honesta e perseverante que eu conheço! 
Há tempos pediu-me para eu lhe dizer o que achava que tinha sabido a pouco durante a minha infância para que pudesse emendar agora. Nada!  Realmente o meu pai foi aquele pai que trabalhava que nem um louco e chegava sempre tarde a casa. Viajava constantemente! Faltou a alguns dias de anos. Trocou-nos as datas de anos mil vezes (ainda troca!) e nunca foi homem de colo e beijos. Mas não faz ideia do quanto nos transmitiu sempre que esteve connosco. Porque quando estava, estava! Com as suas histórias, com os seus exemplos e com a forma como nos fez ser grandes, íntegros e humanos. 
O meu pai possivelmente não sabe, mas eu preferia mil vezes que fosse ele a cortar-me as unhas porque magoava muito menos que a minha mãe. Não sabe o quanto eu adorava que me ensinasse a abrir uma garrafa de vinho, a meter gasolina no carro ou a mudar um pneu! Eu não sei se o meu pai sabe o quanto eu gostava das suas ideias loucas e das histórias que contava. Do quanto eu gostava de ir de mota comprar o jornal com ele ao sábado de manhã. E acho que também não sabe de como eu preferia ficar em silêncio ao seu lado para que pudesse ouvir as notícias na televisão, a ir brincar para o meu quarto. Hoje adoro quando ele vai buscar o charuto e o copo de vinho do Porto e se senta ao meu lado durante horas a conversar. 
Nem sei se o meu pai teve noção do quanto eu aprendi das vezes que me obrigou a procurar o dono do telemóvel que encontrei na rua ou o dono dos 3 contos que me apareceram dentro do saco de uma loja. Porque aquilo era o normal para ele. Foi com o meu pai que eu aprendi a meter-me na pele dos outros antes de fazer juízos de valor, foi com o meu pai que eu aprendi a nunca desistir e foi com o meu pai que eu aprendi a subir montanhas para conseguir chegar aos cumes da vida. 
E até na forma como o meu pai trata a minha mãe, nos continua a ensinar o que é o maior exemplo de amor e respeito que é possível alguém ter por outra pessoa. 
Foi com o meu pai que eu aprendi a respeitar os outros, independentemente de quem está à minha frente. Foi com o meu pai que eu aprendi que, até prova em contrário, todos são inocentes. Foi com o meu pai que eu aprendi que até quem não gosta de nós, deve ser respeitado. 

E por isso lhe agradeço! Tudo aquilo que sou. Tudo o que faz por nós. Tudo o que faz pela minha mãe. E até as suas piadas absolutamente secas e por isso hilariantes são parte da sua e da nossa essência e as agradeço também. 

Bom Dia do Pai pai! Hoje porque o teu é sempre! 

19/03/2017

Fugimos!



Fugimos! Fugi eu e levei-os atrás. Pela primeira vez os três completamente sozinhos.



Fomos descobrir! Coisas novas. A nós próprios. Eu a eles. Fugimos dos programas de sempre, dos sítios de sempre, das conversas de sempre. 
Fomos pela estrada a ver a paisagem, a conversar sobre o que víamos. Eu a contar-lhes histórias de mim, de nós, da minha infância. Descobrimos coisas que eu já não me lembrava de ver. Coisas novas para os três. 



O bom que é não ter de lhes dizer "espera aí!", "agora não posso!". Porque não havia aspiradores no meio, nem máquinas de roupa para lavar (vou pagá-las durante a semana, mas que se lixe!), jantar para fazer. Estivemos menos de 24h fora, mas ganhámos dias de atenção, de diálogo, de olhos nos olhos. 
E foi tão bom! Vê-los felizes! Estarmos os três tão bem. 



Se pudesse, fazia isto uma vez por mês. Devia instituir nesta casa, a descoberta de uma capital de distrito todos os meses. E aproveitávamos para descobrir o nosso país. A nossa cultura e a nós mesmos. Porque nos descobrimos tanto quando saímos do quotidiano e da rotina. 



Espero que eles tenham aproveitado tanto quanto eu os aproveitei a eles e quanto eu nos aproveitei a nós. 


17/03/2017

Gostaria de deixar presente o meu apoio ao Gustavo!

Eu sei o que é sentir por um cão amor de mãe! E também sei o que é tratar melhor o cão do que os filhos. Deve ser assim que as mães fazem com o 3º filho. Eu agora digo que Mr Darcy já não é filho, é neto e fico com a razão toda do meu lado. Então vejamos.... 



Eu não deixo os meus filhos saltarem para cima do sofá. 
Mr Darcy pode! 

Eu não deixo os meus filhos comerem no chão. 
Mr Darcy pode. 

Eu já não dou banho aos meus filhos. 
Mr Darcy toma banho com sua mamã. 


Eu já não conto os mesinhos dos meus filhos. 
Mr Darcy tem 11 mesinhos e 6 dias. 

Eu não compro iogurtes de marca para os meus filhos. 
Mr Darcy come papinha da loja gourmet. 

Eu não deixo os meus filhos verem televisão o dia inteiro. 
Mr Darcy fica com a televisão ligada quando a mamã vai à rua. 

Eu não deixo os meus filhos viajarem no banco da frente. 
Mr Darcy pode. 

Quando os meus filhos fazem asneiras, levam safanões de vento. 
Mr Darcy leva ralhetinhos. 

Eu não deixo os meus filhos lamberem os pratos sujos na máquina da loiça. 
Mr Darcy também não pode! Mas lambe. 

Os meus filhos já não dormem no meu colo. 
Mr Darcy dorme em cima do meu pescoço. 



Como vêem, amar um cão não é diferente de amar um filho. Ter um 3º filho deve ser exactamente a mesma coisa!!! 

Hoje foi dia da verdade!

Passaram 12 dias desde o primeiro dia da dieta e da nova vida. Hoje era dia da verdade. A primeira vez que me podia pesar. Andava com um frio na barriga e cheia de medo que os esforços não aparecessem ali na balança. 



A ansiedade era tanta que até me levantei mais cedo. 

Neste momento estou entre o estado de êxtase total e a perplexidade! 

Peso: -2,5kgs
Barriga: -5cms
Rabo: -5cms
Coxa: -1,5cms



Só não vou enfiar-me nuns calções para ir trabalhar porque não posso!!! 

E também queria ter começado a gritar e a saltar... Mas se calhar, 7:00 ainda era cedo para os vizinhos...

16/03/2017

O medo da solidão passa!

Sempre foi dos meus maiores pavores... Estar sozinha! Não conseguia lidar com isso. Sofria com isso. Um dia fui obrigada a fazê-lo! E não há nada melhor do que enfrentar aquilo que nos aperta o coração para percebermos o que na realidade significa. É quase como acender a luz do quarto quando somos crianças e percebermos que afinal, a sombra do monstro não passa de um inofensivo casaco pendurado na cadeira. 

A solidão também se transforma quando acendemos a luz. Principalmente a nossa! Percebes que estar sozinho não significa ser só! Aos poucos aprendemos a estar sozinhos, quando menos esperamos passamos a apreciar esses momentos. Não quero exagerar, mas comigo até acontece ansiar esses momentos! E tão bons que eles são!!! Se algum dia eu imaginava dizer isto...

O grande segredo é que estar sozinho pode ser uma opção. Ser só é, muitas vezes, a única alternativa.

Hoje sai da escola e não tinha crianças para ir buscar. Fui por o carro a arranjar as luzes e tive de ficar uma hora sozinha no shopping a fazer tempo. Fui à minha livraria preferida beber um chá, ouvir boa música e relaxar. O prazer que é estarmos connosco a pensar em tudo e em nada, a deixar a música entrar sem mexer muito no intelectual. Ver as pessoas, observá-las, passear no telefone com o Wi-Fi gratuito. A hora passou e eu até tive pena que tivesse passado tão depressa. Aquele momento ali em confronto comigo, com o movimento das pessoas e da música foi realmente reconfortante. Uma sensação de liberdade boa! Saber que podia não ir para casa, podia fazer o que me apetecesse. Não ter de cuidar de nada, não ter de avisar ninguém, não ter de partilhar a opção de ir ou ficar. 

É claro que a sensação de partilhar opções é também deliciosa. Mas juro que é possível gostar de estar sozinho. Preocupa-me apenas que comece a gostar tanto disto que um dia possa não querer abdicar... E isso sim! Assusta-me muito mais neste momento!

15/03/2017

Eu também tenho um segredo!

A Rádio Comercial hoje andou a ouvir os segredos mais bem guardados dos ouvintes. Eu lembrei-me de um e vinha no carro a rir sozinha mas calada quem nem um rato para não dar ideias aos meus filhos. 

30 anos depois, cá vai...

O meu irmão B era daqueles miúdos coninhas que não deixava ninguém beber do copo dele nem comer do seu garfo! Aquilo deixava-me doida! Principalmente porque eu era irmã dele e enervava-me que tivesse nojo de mim!... 
Quando ele me irritava por alguma razão, e era a minha vez de por a mesa, sem ele ver, lambia o garfo dele e depois ficava com o meu olhar maquiavélico a vê-lo comer sem sequer sonhar que aquele garfo já tinha estado na minha boca!!! 

Eu já fui personagem de filme de terror! 




14/03/2017

Ainda vai a tempo do jantar!

Ontem prometi que partilhava a receita, caso fosse boa! Adorei! Aliás, adorámos porque eles repetiram. Eu não porque... Enfim! Estou a tentar chegar aos 50kgs. 



Frango com molho de açafrão 
A receita que fiz dá para 4 pessoas. 

3 peitos de frango grandes
Sal
Alho em pó 
Açafrão 
Caril
Cebolinho picado
Natas de soja light
Leite de côco
Uma colher de sobremesa de azeite

Cortar os peitos de frango em tiras e colocar dentro de um pirex. 
Atirar para cima todos os ingredientes menos as natas e o leite de côco. Mexer bem para ficar tudo envolvido. 
Deitar os líquidos por cima e colocar no forno pré-aquecido a 180ºC por 40 minutos. 

Fica delicioso e nem percebemos que é light. As crianças acompanharam com arroz branco. Eu acompanhei com salada de tomate, mas uma courgette salteada também tinha fica lindamente.

12/03/2017

Um dia inteiro pela boca da mãe!

Bom dia! Dormiste bem?
Veste-te se faz favor!
Já te vestiste? 
Vai lavar os dentes! 
Já lavaste os dentes?
Bebe o leite! 
Bebe o leite! 
Porque é que ainda não bebeste o leite?
Vão buscar os casacos. 
Trouxeram as lancheiras? 
Boa escola! Adoro-te! 
Olá!!!!! Tive saudades tuas! 
O dia correu bem? 
Não corram! Aqui há carros! 
Mas já vão começar a discutir? 
Pára de chatear o teu irmão! 
Pára de dizer isso à tua irmã! 
Fizeram os trabalhos de casa? 
Não! Não podes comer! 
Já disse que não... Podes fruta! 
Vão tomar banho se faz favor! 
Não quero saber quem vai primeiro, vão tomar banho se faz favor! 
Mas ainda ninguém foi tomar banho porquê? 
É frango com arroz. 
Não, não posso fazer massa para ti. 
Alguém pode vir por a mesa? 
Não quero saber, ontem foi o teu irmão, hoje és tu!
Já puseste os guardanapos! 
Mesaaaaaa! 
Já chamei para a mesa, desliga a televisão! 
Come se faz favor. 
Não ponhas os cotovelos na mesa. 
A tua irmã estava a falar! 
O que é que fizeram na escola? 
Só isso? 
Come se faz favor! 
A sobremesa é fruta! 
Não, não podes! Já disse que a sobremesa é fruta! 
Levem os pratos para a cozinha. 
Cama! 
São horas de ir para a cama! 
Se não desligarem a televisão agora, quem a desliga sou eu! 
Cama!!!!!
Não se empurrem!
Parem de se puxar!! 
Também te adoro! Dorme bem!!!

11/03/2017

Hoje desisti car....!

E eu não sou aquela que desiste!!! E por isso estou mesmo furiosa... A fazer uma birra de criança pequena para dentro! Era muito melhor fazer para fora e bater o pé porque assim passava mais depressa...
Esta semana comecei a correr. Não corria há 2 anos! Há 2 anos eu conseguia fazer 5kms a uma velocidade média entre os 5 e os 6 minutos por km. E isso era muito bom! Pelo menos para mim que não queria entrar em nenhuma maratona, apenas fazer exercício. Quando comecei na 2ª feira, fiz uns míseros 3kms a uma velocidade de 9 minutos por km e com paragens pelo meio... No dia seguinte, apesar dos alongamentos, não me mexia, mas fui novamente na 5ª feira e consegui correr mais 200m em menos 2 minutos. Hoje consegui correr 2kms sem parar a uma velocidade de 7 minutos por km. Estava mesmo feliz! Parei para Mr Darcy beber água e para eu molhar a cara e voltei à pista. E aqui começa o folclore... Já não me lembrava destes entraves das pistas de corrida! Apesar de haver um passeio de 2,5m de largura colados à pista, ou seja, com a mesma vista, o mesmo sol e o mesmo boletim meteorológico, as pessoas insistem em passear na pista! Isso obriga-nos a fazer um slalom constante que dificulta a corrida! Apesar de haver mil parques em Cascais, mais 7kms de paredão em frente ao mar, as famílias fofas insistem em ir com os seus bebés de 2 anos andar de triciclo para o meio da pista de corrida e ainda ficam a olhar para nós com ar embevecido pela proeza que o menino faz ao atravessar a pista com o seu triciclo! E eu, que estou a tentar manter o ritmo da respiração e da cadência do passo, ou dou um triplo mortal por cima da criança, ou saio eu da pista para não a atropelar. Depois as pessoas vêem um cão lindo de morrer (que é!) a correr ao lado da sua dona, que se esforça por mantê-lo focado no que está a fazer, ao lado, no passo certo, e as pessoas insistem em chamá-lo, em atirar beijinhos ao bicho e em assobiar. E eu, que vou a fazer um esforço hercúleo para manter os meus 7 minutos por km, que vou a fazer um exercício louco de motivação a olhar para os candeeiros do passeio e a pensar "Só mais 3! Só paro quando chegar àquele!", vou levando esticões no braço de um animal de 12kgs, que àquela velocidade, deve pesar 20kgs! Porque as pessoas lhe acham graça e o chamam! Ainda podia mencionar os grupos de turistas que se passeiam e que param à minha frente para tirar fotografias... E as pessoas que se arrastam em sentido contrário na pista... Etc, etc, etc... 
E tudo isto acontece com um passeio de 2,5m de largura colado à pista! 
Por isso hoje desisti! Hoje que eu estava a conseguir um tempo fabuloso! Hoje que eu estava a conseguir superar-me, apesar de levar o coração a saltar pela
boca, apesar do esforço e da concentração que estava a conseguir alcançar... Desisti depois do 3º salto por cima de uma criança e depois do 5º esticão que levei porque alguém chamou o cão.
Estou danada!... Comigo e com as pessoas que passeiam ali em geral...

Ainda assim, não foi nada mau!
  

10/03/2017

Eu sou da opinião de que...

As senhoras educadoras deviam estar isentas de acumulação de gordurezas em seus traseiros! 
Uma pessoa gasta demasiada energia ao longo do dia, faz kilometros infinitos dentro da escola, agachamentos que não acabam todo o dia e precisa do seu docinho! Do seu salgadinho! 

Já para não falar dos bolos de anos! Todos os dias há, pelo menos uma criança a fazer anos! Todos os dias há bolos deliciosos feitos pelas ricas mães e pelas ricas avós! Já para não falar das oferendas calóricas que recebemos com frequência. 

Não há direito! 

E pronto, era isto... 

08/03/2017

Quero este dia sim!

Há quem ache que este dia nos inferioriza. Até porque não existe o dia do homem. Pois eu gosto que se lembrem do quão espectaculares nós somos. Do quão diferentes nós somos. 

No dia em que os homens conseguirem fazer várias coisas ao mesmo tempo, no dia em que os homens conseguirem cuidar dos filhos com 38ºC de febre, no dia em que os homens conseguirem entrar em casa com filhos ao colo, mochilas às costas e sacos de supermercado na mão, no dia em que eles conseguirem expelir almôndegas de 3kgs pelo orifício de baixo, no dia em que os homens tiverem capacidade para alimentar os filhos do seu próprio corpo, no dia em que os homens conseguirem gerir uma carreira, uma família e uma casa sem se queixarem, no dia em que os homens conseguirem encontrar a manteiga no frigorífico, talvez nesse dia eles tenham direito a ter um dia deles também. 

Até lá, podem continuar a dizer que somos lindas, a admirarem-nos, a respeitarem-nos, a fazer amor connosco, a pagarem-nos jantares, a dar-nos flores e a ficarem fascinados com a quantidade de coisas que somos capazes de fazer! 

Parabéns super mulheres!!! 

07/03/2017

Esta continuo a não ser eu!

Por esta hora deveria estar no sofá a pensar que me apetecia uma fatia de queijo ou umas bolachinhas. Quem sabe umas bolachinhas com fatia de queijo... Mas não! Estou na cozinha de olho numa granola saudável enquanto em paralelo há um leite a humedecer flocos de aveia dentro de um frasco para o pequeno-almoço. E sim! Já arranjei um saco com cenoura, queijo fresco, fruta e um punhado de nozes para comer amanhã na escola. E não, não vai ser tudo ao mesmo tempo, vou repartir pelo dia. 
Ser saudável da uma trabalheira dos demónios! E eu tenho um tico malvado e um teco motivado dentro da minha cabeça a lutarem freneticamente um com o outro! Há um que me manda meter mais salada no prato e outro que me convida a pensar em panquecas com Nutella......... 

Tenho de me concentrar nas calças 36 que vou enfiar daqui a um mês!!! 

06/03/2017

O que chamar a estes dias???



Estava entusiasmada que o dia começasse! Até porque começou com um copo de água morna logo às 7:00 da manhã para acordar o organismo e lembrar-lhe que a boa vida acabou! (Ou recomeçou, dependendo do ponto de vista!) 
Tinha a ementa do dia pensada. Os lanches separados para levar para a escola. Hoje foi o dia 1 da dieta a sério e do regresso ao exercício. 
Logo de manhã bateram-me no carro. Eu nem estava lá dentro... E foi um senhor velhinho (que já nem devia pegar em carros...) que bateu. O estrago não foi grande. E o ar baralhado e aflito dele nem deixou espaço para ficar chateada!... 
Saí da escola à tarde entusiasmada porque ia recomeçar a corrida! Ia voar para casa, agarrar em Mr Darcy e por os pés na estrada. Só que cheguei ao carro e o carro estava sem bateria porque eu deixei os faróis ligados o dia inteiro! Valeu-me o socorro de um rapaz simpático que me resolveu o problema em 5 minutos e pude seguir com a minha vida. 

Cheguei à passadeira a achar que ainda estava lá em 2015 quando corria 5km e quase não ficava acelerada. Pois sim... os primeiros 500m foram para largar o chumbo que eu tinha nos pés e também para ensinar Mr Darcy a acompanhar-me ao meu lado em vez de ir a cheirar tudo e a meter-se à minha frente. (Que eu achava que era como nos filmes em que aquelas estilosas vão a correr com o labrador ao lado com ar leve e solto e passo acertado! Qual quê!) Lá aqueci o pernil, o cão lá percebeu como é que aquilo funcionava e consegui fazer 3kms numa velocidade vergonhosa mas cheia de vontade! (Que é o que interessa!)

Chego ao fim do dia com sementes de coisas e lacticínios magros no organismo, com os rins à velocidade máxima devido à água toda que bebi, com as pernas em modo dormente e o carro esmurrado! Mas não sei porquê, satisfeita e feliz! Já devem ser sinais da serotonina a fazerem efeito!!! 

05/03/2017

Uma coisa é uma coisa, outra coisa, é outra coisa!...

A questão da prioridade... Nunca me fiz valer dela quando precisei. A menos que estivesse mesmo aflita para fazer xixi e com uma barriga gigante, ou que algum dos meus bebés estivesse resmungão, ou que a pessoa à minha frente insistisse.
No entanto, é um dever cívico nosso dar prioridade. Mais que isso, é uma questão de respeito e educação que devemos uns aos outros. 

Mas uma coisa é usar a prioridade porque se tem direito e necessita. Outra coisa é a falta total de bom senso. E eu percebo que é uma sorte passar à frente de uma fila num hipermercado com o povoamento habitual de Domingo, mas...  Não basta passar à frente do segundo cliente da fila? Têm mesmo de passar à frente quando já temos as compras todas no tapete e ocupam o tapete por completo? E a funcionária se prepara para registar as compras? E nos obrigam a fazer marcha atrás quando o carrinho já está do lado de fora? E ainda por cima o bebé está tranquilo a brincar na cadeirinha do carrinho de compras? É mesmo necessário nestas situações?

A sério! Usem a prioridade a que têm direito! Se eu estiver distraída, chamem-me para passar! Mas usem também o bom senso por favor. 

03/03/2017

Odeio feriados!!!

Hum..... Pois!! Sou dessas pessoas execráveis e incompreendidas pela sociedade que odeia feriados! 
Ou melhor, gosto! Mas só se forem colados aos fins-de-semana... 
O meu cérebro não tem capacidade para assimilar quebras na rotina! Fica todo embaralhadinho. 

E aqui estou eu! Na cozinha... A olhar para o vazio e com um congelamento cerebral... Porque parte de mim manda-me ir buscar a roupa da semana das crianças para começar a fazer máquinas de cor e máquinas de brancos, mas a outra parte tem crises de pânico a pensar o que fazer para o jantar porque já são quase 19:00 e não tirei nada do congelador e amanhã é dia de aulas. [not]

Já para não falar que (enquanto educadora) as minhas semanas são milimetricamente planeadas e com uma rotina certa que me acalma o coração, organiza o pensamento e estipula o trabalho a fazer. E eu fico pior que as crianças fora das rotinas. Porque as coisas já não acontecem como eu tinha planeado ou queria planear. E porque o tempo de 4 dias úteis não é igual (leia-se produtivo) ao de 5 dias úteis. E isso afecta-me o sistema. 


Basicamente é a produtividade (ou a falta dela) que me deixa descontrolada. 

É sexta-feira e soa-me a quarta!...

Mas também posso resolver isto com uns goles de tintol... Queira o Senhor que isto vá acalmando ao longo da noite. 

A próxima semana é produtivamente completa e isso deixa-me feliz! 

02/03/2017

Quando se é verdadeiramente assertivo!

Uma vendedora de uma loja de animais a tentar vender-me uma ração para Mr Darcy diferente da que eu costumo comprar. 

- Esta é de salmão! É muito boa! Eu pelo menos gosto! 


I wonder se já a provou...
Com tostas!
E queijo creme... 

01/03/2017

Gracinhas para cima de mim é que não!!!

Há uns dias resolvi por os pés em cima de uma balança. 
A engraçadinha pôs lá um número estranho que eu não percebi muito bem... 
Da última vez que me pesei o número era relativamente inferior! Por isso amuei, desliguei-a e arrumei-a num canto! Vamos ver agora quem faz gracinhas para cima de quem!!!

28/02/2017

O cúmulo da ironia!

Perguntar ao veterinário as condições da castração de Mr Darcy. Depois de me indicar o valor, eu responder...

- BOOOLAAASSSS!!!! 

27/02/2017

Mãe és, dona de cão serás!


Quando, ao veres uma agulha da grossura de uma palhinha espetar-se no cachaço do teu bebé de quatro patas, te agarras a ele...

- Pronto!!! Pronto bebé.... Vai passar... Vai passar...

E a médica veterinária te pergunta...

- Sente-se bem? Quer que a minha colega a agarre?

- Doutora, eu já passei por dois testes do pezinho! [e não espanquei a enfermeira!]

Em 10 minutos apenas!

Numa fila para pagar, foi o suficiente para eu saber que...
A senhora ia para Alenquer para uma festa e não ia ter tempo de mudar de roupa. 
Que o seu Bernardo veste muito desportivo ao fim de semana mas à semana usa gravata porque é director financeiro e por isso tem de ir compostinho. 
Que a senhora adora perfumes. Mas não podem ser muito fortes senão enjoam. 
Que o seu Gonçalo compra tudo online. E que não é fácil comprar online porque temos de saber bem os tamanhos. 
Que a sua menina não tinha onde guardar o vestido de noiva. Ou melhor, até tinha mas era daqueles sacos moles de fecho e dava mais jeito uma caixa dura. E não sabia onde arranjar uma caixa dura. Mas depois arranjou. Mas não sabia se punha o saco mole dentro da caixa dura ou a caixa dura dentro do saco mole.  (Eu própria fiquei baralhada!) 
E que as gravatas pretas são mais clássicas que as azuis. 

Ainda houve tempo para me fazer umas festinhas no braço! 

No fim, já eu estava esgotada de tanto ouvir... 

- Mãe, a mãe conhecia aquela senhora? 
- Nunca a tinha visto! 
- Ela não devia contar aquelas coisas a estranhos...
- Pois não... Mas era simpática!