08/09/2011

A prova de que as coisas podem mesmo acontecer...

Ontem, em casa dos meus pais, eu estava sozinha com os dois. A Gigi tinha acabado de receber o DVD da Sininho que passava na televisão e estava sentada no sofá entretida a ver o filme e a fazer desenhos num caderno novo.
O Vicente estava choramingas... Fui com ele dentro do carrinho até à cozinha, buscar um bocado de pão para o entreter.
E ela? Ela ficou na sala. Sozinha? Sim! Sozinha! Ela já fica lindamente sozinha! Ainda por cima estava toda entusiasmada com o caderno e o filme novos.
Entrei na cozinha e dei um bocado de pão ao Vicente. Tirei outro para ela e ainda pensei comer um iogurte. Mas uma alminha do céu! Uma grande alminha do céu me convenceu que não era boa ideia ficar ali a comer o iogurte e que ela, apesar de estar entretida, estava sozinha.
Quando saí da cozinha e olhei lá para fora pela janela, vejo a minha filha sentada na borda da piscina. Tinha tirado os sapatos e queria molhar os pés. Eu fiquei verde... Azul... Tremia por todo o lado!!! Fiquei mal-disposta! Enjoada! A minha aflição foi tanta que a rapariga até chorou! E eu nem gritei com ela! Só lhe expliquei que ela não sabia nadar e que era muito perigoso porque fazia dói-dói grande e não podia estar sozinha na piscina. Discurso repetido diariamente há 2 anos. Que ela sempre percebeu e respeitou! Mas ontem... Ontem não sei o que lhe deu!
E eu só penso se tivesse ficado na cozinha a comer o iogurte! Se ela tivesse caído eu nem teria ouvido! E tudo isto porque não percebi que a janela da sala estava aberta! E confiei nela! E confiei em mim! E com uma piscina por perto não se pode confiar em ninguém nem em nada! Nem sequer em nós mesmos! E foi o suficiente para me deixar mal-disposta o resto do dia e me tirar o sono durante a noite...

****

15 comentários:

liliana disse...

O Francisco fica algumas vezes sozinho numa divisão qq da casa, à exceção da casa de banho, mas sempre com inspeções minhas (de 5 em 5 min, quando não é menos). Este fim de semana também tinha de acontecer, por ser bastante destemido e teimosinho. Foi só ter virado costas e ter chegado à cozinha que ouvi um estrondo: tinha-se atirado do sofá abaixo. Caiu bem, foi a sorte dele... Eu fiquei para morrer, como é lógico.


Cá moramos num apartamento. Não temos esse perigo tamanho de uma piscina, mas bem sabes que temos outros grandes perigos mesmo à nossa beira.

E se ele não se entretém, é muito difícil fazer um almoço/jantar, porque nem sempre quer ficar comigo na cozinha...

Temos de ter "mil olhos" e muitas vezes não chega... O meu marido, pregou grandes sustos à mãe mesmo debaixo do seu nariz. O maior creio ter sido quando esteve quase um dia desaparecido e pôs a aldeia em alvoroço, com toda a gente à sua procura. E quando, já no cair da noite o encontraram, estava no meio do campo, com um cãozinho, a apanhar flores à mãe.

Há coisas que nem lembram ao diabo.
Sinceramente, nem sei o que te dizer, porque não consigo imaginar a tamanha aflição por que passaste... Correu tudo bem e, no fundo, é o que interessa. Mais nada... Criar orações na nossa cabeça com os "se isto; se aquilo" dará mais conta do nosso miolinho...

Beijinho

Nós... disse...

Credo!!! Fogo.
Foi um valente susto acredito...

beijinhos nossos

Só sedas disse...

"Basta um segundo" e é bem verdade. Agradece a tal alminha, imagino que o susto tenha sido mais que muito... :(

macaca grava por cima disse...

GLUP

Susana disse...

Ja viste como num segundo as coisas podem acontecer ... ai eu imagino o susto que apanhaste.
Eu no outro dia tive assim uns sonhos esquisitos com os miúdos e foi o suficiente para andar esquisita o dia inteiro ..agora imagino tu que viveste a situação....

Anónimo disse...

Meu irmão tem piscina em casa, e eu n sou capaz de deixar lá minha filha sem mim, se há coisa ke tenho pavor é dakilo ke tu passaste..lamento mas tenta n pensar mais nisso e olhos sempre bem abertos e principalmente n ligar às alminhas ke acham ke protegemos demasiado os filhos..é para isso ke servimos..proteger e amar..mais nada. ;))

Sílvia disse...

Nem consigo imaginar o susto, a sério.
Mas já passou!

Beijinhos para ti

Maggie disse...

as piscinas são mto perigosas sim, eu já tive um episodio tbém assustador com a minha mais nova.
No verão passado numa piscina de hotel tbém se lembrou de entrar na piscina sem o colete ou as bracadeiras, foi se afogando lentamente, foram uns segundosa apenas, o meu marido estava dentro da piscina e mais uma serie de pessoas mas é tão silencioso que a situação passa despercebida mesm9o com gente á volta.
Apartir dai foi o drama, ela andava na natação e depois deste episodio já nem queria ir á natação, ganhou medo.

Maggie

Mamã Sónia disse...

Eu "obriguei" os meus pais a vedarem a piscina, com uma cerca alta e com um cadeado na porta. Só assim consigo deixar o muido à vontade a brincar.

Jo disse...

Percebo-te lindamente! Desde o nascimento dos membros mais novos da família (4 anos), pusemos uma vedação em torno da área da piscina. Sentimo-nos mais seguros assim, mas convem estar sempre atenta. Uma vez estávamos todos a almoçar cá fora, todos perto da piscina, e o portão da vedação estava aberto. Pois que a minha prima de 3 anos, não sei bem como, deu uma cambalhota e caiu na água (na zona das escadas). Ela levantou-se logo, nem chorou nem se assustou, mas nós apanhámos um susto daqueles! E estávamos todos a olhar para ela.... Portanto, quando o assunto é piscinas, a atenção nunca é pouca.

a. disse...

são coisas que acontecem a qualquer um. mas de qualquer maneira imagino o susto!

disse...

que susto,de facto!!
aqui os meus fihlos tambem me assustam muito e temos de estar atentos.
tiveste mesmo a alminha protectora!!

um beijinho

Su disse...

Que susto que deves ter apanhado. Todos os cuidados são poucos. Não há mesmo que confiar na sorte...

Beijinhos e ainda bem que não passou de um susto.

Anónimo disse...

Olá!
Tenho um menino com 16 meses e como os meus sogros têm piscina em casa, resolvi inscrevê-lo na natação.

Porque não inscreves a Gigi na natação? só por precaução. BJs

Kiki disse...

Olá! Ela anda na natação... Mas aquilo é uma porcaria! Brincam com bolas ao colo dos pais... Aprendem a fazer bolhinhas na água... Mas o essencial, que é "safarem-e" caso caiam à água, não! Estou desiludida com as aulas...

Bjs :)