25/05/2016

Fim de ano!



Não, não estou com alucinações! O meu ano não se mede entre Janeiro e Dezembro, mede-se entre Setembro e Julho. E passa a voar porque não conto semanas, conto efemérides. 
Educadora passa o mês de Setembro a fazer adaptação de novos alunos, a tentar trazer o grupo de novo à rotina, a fazer os trabalhos sobre as férias e a avaliar o que vai ter pela frente nos 9 meses seguintes. Depois entra Outubro, entre conteúdos que já foram trabalhados, metes o tema de um Outono que já não chega exactamente quando esperamos nem da forma que se ensinava antigamente. Segue-se o Novembro com o magusto e começas logo a pensar no que vai ser a festa e o presente de Natal, ao mesmo tempo que preparas a primeira avaliação do ano. Tens reuniões com pais ao mesmo tempo que penduras bolas de Natal e falas do presépio. 
Quando chegas a Dezembro, ficas em estado de choque por já terem passado quase 4 meses do início do ano e recebes os pais para as apresentações das festas. 
Chega Janeiro e falas da chegada do Inverno, ao mesmo tempo que tomas nota das metas que já estão ou não consolidadas. Claro que já estás a pensar no Carnaval e nas avaliações que estão outra vez à porta. No meio de tudo isto, tens toda uma Quaresma para pensar, e uma Páscoa para preparar. Ainda nem falaste em Fevereiro e já estás em Março. Dia do Pai, assim de fininho! De todos os temas que foste introduzindo ao longo do ano, seja porque os preparaste, seja porque surgiram, já trabalhaste mil e uma coisas e começas a ver o Abril a aproximar-se.  Ainda chove a potes e já andas a ver que visitas de estudo é que não foram feitas e ainda gostavas de (ter tempo de) fazer, que conteúdos é que ainda precisas trabalhar e, meia a medo, a ver a festa do fim do ano a chegar. Tens de começar a pensar no tema. Entrou a Primavera mas faz um frio de morte! Olhas para eles e confirmas como estão crescidos. Vais ao Dia da Mãe a correr e já sem fôlego, finalmente decidem o tema da festa. 
E num abrir e fechar de olhos, estás  a encerrar o Maio! Já preparas a época de praia porque não falta assim tanto! As músicas estão escolhidas! Os personagens escolhidos. O guião da Festa praticamente fechado! E pimbas! 
Lanças a primeira tesourada nos materiais para começares a tratar dos fatos e acessórios. 
Aconteceu hoje! E de repente, ainda ontem, estava a colar os cabides novos na parede e a escolher o tema do mapa dos aniversários! Daqui a nada estamos a fazer o mesmo outra vez! 
O nosso ano não passa a voar, passa a cavalgar, numa velocidade supersónica! 

1 comentário:

Dina Canelhas disse...

Como a percebo,é este ano tive de licença de maternidade e só regressei agora e ando completamente à nora. Viva às educadoras ☺