30/10/2008

AGRRUM!


Se dantes se acreditava que os bebés nasciam sem ver, ouvir, pensar ou sentir, hoje acredita-se que o bebé já faz tudo isto ainda dentro da barriga da mãe. Por isso são muito mais estimulados logo desde a nascença e claro, o desenvolvimento é muito superior.


Quando um bebé nasce, tem de comunicar de alguma forma com a mãe (já que ele acha que não existe mais ninguém neste mundo!), logo, chora! Chora porque tem frio, porque tem fome, porque quer colo, porque tem sono, etc., etc., etc.




A Luisinha não é diferente dos outros bebés (embora seja muito mais bonita!) e por isso veio também dotada dessa ferramenta de comunicação. E como todos os outros bebés, as suas ferramentas vão evoluindo e vai adquirindo novas.




Começou por comunicar com o choro à nascença, depois o olhar. Ultimamente utiliza também os braços e as pernas para manifestar alegria por exemplo. A sua nova aquisição foi a comunicação verbal.


AGRRUM é agora a palavra de ordem. Tal como o choro, Agrrum significa várias coisas. Altera apenas a entoação, força, volume de som e expressão facial.




"Agrrum" - Tenho fome!


"Agrrum" - Gosto de ti!


"Agrrum" - Tenho sono!


"Agrrum" - Isto é mesmo divertido!


"Agrrum" - Estou cansada/zangada!


"Agrrum" - Quero atenção!




A minha filha é mesmo inteligente, não é? hehehehehe




P.S.: Tio Bruno e Tia Cláudia, as bolas ficaram-lhe a matar!




****

3 comentários:

Mlee disse...

hahahahahah!!
Que collants tããããããããoooooo fashion ... e que sorriso mais encantador!


beijuka

Cortes disse...

Por acaso já olhaste bem para a minha filha quando dizes que a tua filha é a mais bonita? Ahahaha

Beijinho querida

Cortes disse...

Por acaso já olhaste bem para a minha filha quando dizes que a tua filha é a mais bonita? Ahahaha

Beijinho querida