13/10/2008

O grande objectivo deste blog!



NASCEUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU É LINDA!!!!




Uma macaca tal e qual como imaginávamos!




Na 6ª feira dia 5 fui ao médico que me fez umas maldades e me mandou andar. Fui almoçar com a minha mãe a uma pizzaria linda em Caxias e depois fomos andar a pé. Infelizmente começou a chover e tivemos de ir fazer piscinas para o Cascaishopping. Ao final do dia não estava na melhor forma física, mas também não estava ainda em trabalho de parto. Liguei ao meu médico a queixar-me do cansaço e do terrível esforço que fazia para me levantar ou sentar e sobretudo em andar. Tinha bastantes dores no fundo da barriga. Ele pediu-me para o ir ver ao consultório e fez um CTG. Apesar de não sentir, estava com contracções de minuto a minuto e com valores de 100/105. Para quem não percebe nada disto a escala é de 0 a 100. Ou seja, as minhas rebentavam a escala. Comecei a rir-me e a adorar o meu trabalho trabalho de parto! Achei logo que as mulheres são todas umas piegas e que aquilo era facílimo.


O Dr. quis logo internar-me para me vigiar. Dei entrada no Hospital às 20h30. Parecia que estava num hotel. O Luís tratou do meu check-in. A parteira mostrou-me o quarto onde ia ficar e deixou-me tomar um duche enquanto a empregada me trazia um chá de camomila e uma torrada. A minha calma e bem-estar levaram a parteira a ligar ao meu médico a perguntar o que estava eu ali a fazer. Estava bem demais para ser internada, mas o que é certo é que o CTG acusava as contracções bastante frequentes. E eu continuava a rir-me.


Tudo levava a crer que, antes da manhã seguinte não haveria grande acção. Despacharam o Luís e a minha mãe que não estavam lá a fazer nada e mandaram-me ter uma noite descansada.




Às 5h a parteira entra no quarto para me dar uma ajuda e acelerar aquilo. Às 7h deixei de achar graça. Deixei de troçar de todas as outras mulheres do mundo e tive bastante respeito por elas. Com o passar das horas cada vez tinha mais respeito. Já só os passeios pelos corredores do piso e as massagens nos rins me aliviavam as dores.




Dores que não sei descrever. Sinceramente, nunca ouvi uma mulher dizer ou li em algum livro uma descrição das dores. Acho que não há igual... Começam no fundo da barriga e sobem por nós acima. São dores que nos abraçam com força e apertam bem! O Luís sempre ao meu lado preocupado, tentava arranjar uma forma de me ajudar ou aliviar. Fazia-me massagens e dava-me miminhos. Mas no pico de cada contracção, uma pessoa só quer silêncio e que não lhe toquem! Até às 11h30 ainda não tinha nenhuma dilatação e já estava mesmo a MORRER DE DORESSSSSSSSSSSSSSSSSS.




Felizmente o médico resolveu partir para uma cesariana para eu não estar a sofrer mais pois a dilatação era 0 e as dores eram mais que muitas. Descobri que uma das melhores invenções da humanidade foi a Epidural. Acho que foi dos maiores prazeres que alguma vez experienciei na vida! A sensação da dor a escorregar por ali abaixo e desaparecer como fumo e um formigueiro a apoderar-se das pernas e barriga. Granda moca!!!


Fiz a cesariana com epidural e o Luís assistiu. Foi um máximo! Estamos acordadas e assistimos a tudo! Na hora H baixaram o pano para eu ver a Princesa sair da barriga. Ainda não estava completamente cá fora quando soltou o primeiro choro. As lágrimas de felicidade começaram a cair pela cara. O Luís dava-me a mão e olhávamos pela primeira vez para aquele pequenino ser que tanto nos assustou 9 meses antes mas que tanto ansiávamos conhecer. Aquele nico de gente de quem já gostávamos tanto mesmo sem saber como ela era. Aqueles olhinhos que pereciam uns caroços de azeitona, muito abertos a olhar para nós e a mostrar de que eram feitos os pulmões. O Luís deu-me um beijo na testa e foi logo ter com ela. Trouxe-ma passado uns minutos para me apresentar à nossa filha. Tão querida! Ai meu Deus.......... Nem sei dizer o que é, mas é mesmo incrível!!! Ela é linda! Ainda não me tinha refeito da emoção. "Olá meu Amor! És linda!"


O mais engraçado é que nasceu nos anos da minha mãe!
6 de Setembro, 12h10 2,580kg 47cm
Muito calminha, é um amor!!!


Só nos apetece come-la com beijos!!! Ficamos horas a contemplá-la. É a melhor sensação do mundo.


Quando ela está a dormir fico com saudades dela!!!

Obrigada meu Amor pelo melhor presente que já recebi em toda a minha vida!


E este é o objectivo deste blog. Acompanhar o crescimento dela. Escrever para ela... Contar como tudo vai acontecendo.




A minha Luisinha!




****

2 comentários:

Rita disse...

Olá!
Benvida à Blogosfera :D

A Luisinha foi muito esperada não só pelos pais e respectivas famílias, mas pelos Tios Amigos!
Vivemos muito este nascimento!
Ontem a Luisa fez a primeira visita a casa dos Tios O e dormiu a tarde toda (deve ser sinal que gosta de lá estar eheh).

Muitos parabéns,
Tios Chineses

Cortes disse...

Meu Deus!!! É só baba por todo o lado!!! Tem que se entrar no blog de botija de ar, óculos de mergulho e barbatanas!!!! Eheh