19/08/2013

Esta estranha (nova) forma de vida!

Férias sem filhos parece-me uma coisa moderna demais... Ou melhor, sempre fui apologista de que o casal passasse férias sem filhos, mas não em Agosto que são a únicas férias que as crianças têm para passar com os pais. Mas a realidade agora é outra e eu não tive outro remédio senão passar uma semana sem os meus.
Passei por um penoso processo em que o excitamento de marcar férias com amigas outra vez,  encontrar casa e programar a viagem se misturava com um nó do tamanho do mundo na minha garganta por deixar os meus filhos com o pai durante uma semana pela primeira vez (para o ano serão duas...).
Não sei se preparei mais a minha viagem fora, ou a estadia deles com o pai.
Na check list de afazeres antes de partir, os itens referentes aos filhos ultrapassavam largamente os itens referentes às minhas coisas. Preparei as roupas deles, as recomendações de remédios, contactos de urgência, blá blá blá... Deixei vários post'it em forma de estrela para colarem no espelho da casa-de-banho com a contagem decrescente dos dias. Cada estrela dizia quantos dias faltavam para eu voltar e tinha uma frase. E por fim lá preparei a minha mala, o meu saco de praia e as coisas que precisava.
É uma sensação estranha esta de voltar a viajar com amigas como se fosse uma adolescente, mas sem o ser. Um misto de gargalhadas e liberdade com preocupação, ansiedade e saudades. Se por um lado não queria largar os meus filhos, por outro, precisava desesperadamente de descansar, espairecer, relaxar e descansar. Nem tudo pode ser mau. E as mães separadas têm uma grande vantagem sobre as mães casadas: poderem ter tempo para elas. O que é extremamente injusto. Porque se tivéssemos ambos tempo para cada um antes das coisas acabarem, provavelmente, muitos casamentos sobreviveriam mais tempo. 
Mas a realidade é esta e é com ela que temos de viver. Lá fomos nós rumo ao sul e ao sol. Alugámos uma casa na Costa Vicentina e fomos com o carro atulhado de malas, sacos de praia, gargalhadas e música aos gritos. Que maravilhosa sensação de liberdade! Eu era a única das 4 que tinha filhos. Quem não tem filhos não entende, não vale a pena... ;) E claro que fui gozada por enviar 5 mensagens por dia a perguntar como estavam as coisas, por ir ao céu de cada vez que ele me mandava uma fotografia deles na praia ou a andar de bicicleta ou a jantar ou a tomar banho. E, parecendo que não, ajudou-me tanto! Vê-los a divertirem-se a a rir. Saber que eles estavam bem, apesar das saudades foi um descanso. 
Por isso, tive tempo para dormir na praia, rir, conversar, apanhar sol, comer... Tudo sem horários! Sem a preocupação do sol, do frio, do calor. Faz toda a diferença! Voltei cheia de forças, cheia de entusiasmo e cheia de beijos para eles! E ser recebida pelos 4 braços abertos a apertarem-me o pescoço com aquele cheirinho bom que só eu sei... E ver que eles estiveram tão bem e tão felizes com o pai... É um renovar de forças! E agora aproveitar estas duas últimas semanas de férias com eles com muito mimo!




24 comentários:

rita sousa disse...

Olá desculpa a pergunta mas divorciaste-te? :(

Kiki - Família de 3 e 1/2 disse...

Olá Rita, Não precisas pedir desculpa... :)
Ainda não oficialmente, mas deve estar prestes a sair.
Está tudo bem! ;)
beijinho



rita sousa disse...

Eu também me divorciei à dois meses atrás e tenho 3 filhos, ainda estou a aprender a lidar com isto, mas acho que ainda somos novas e temos muita vida pela frente... Obrigada por seres mais um exemplo de força e de coragem :-)
beijinhos, que corra td bem!

Maggie disse...

Olá Kiki se está tudo bem contigo isso é que importa.
Deixo um beijinho do tamanho do mundo.

Maggie

Diario de uma mae solteira disse...

É fantástica esta tua capacidade de arriscar, de ter coragem, de desligar a ficha, de pensar em ti, em estares bem para que todos estejam bem. São fantásticas essas tuas amigas com essas iniciativas (que saudades das minhas pessoas assim) e é fantástico o regresso com as baterias carregadas (sei que é) e claro, são sempre fantásticas estas tuas aventuras

Beijinho grande

Bi disse...

Que misto de sentimentos kiki! E como compreendo! E há uma coisa que falas que deve ser tida muito em conta, para quem tem um casamento com filhos: "Porque se tivéssemos ambos tempo para cada um antes das coisas acabarem, provavelmente, muitos casamentos sobreviveriam mais tempo." Isto é de facto muito, muito importante!
Um grande beijinho*

Angela disse...

Que coragem !!
Beijos grandes

Maria João disse...

Não sabia que tavas separada Carolina. Espero que estejas bem e feliz, é tudo o que importa nesta vida...Ai o que eu não dava por umas férias dessas!!! Que bom que te divertiste e restabeleceste forças. Bjinhos e uma óptima semana de férias com os pequeninos!

Anónimo disse...

:((( por esta é que eu esperava! Gosto tanto de si, deste blog e da sua família...! Um grande beijinho e força!

Kiki - Família de 3 e 1/2 disse...

Querida Rita, com 3 filhos não deve ser nada fácil... Um enorme beijinho e muita força. Um dia as coisas passam a fazer sentido outra vez!!

Kiki - Família de 3 e 1/2 disse...

Muito obrigada queridas!!!
Está tudo bem. Um dia destes faço um post.. ;)

Anónimo disse...

Também não esperava. Sinto muita simpatia por si e pela sua família, conquistou-me com o seu post sobre esticar o salário até ao fim do mês e com o da procura de emprego. Até gostava de implicar consigo por causa do "você" aos filhos :) mas não consigo, a Carolina tem os pés bem assentes e faz a mistura de uma forma muito suave e agradável. Não sei se me faço entender, há bloggers tão boazinhas tão boazinhas que enjoam e não são credíveis, a Carolina é normal, é gente que se percebe e o blogue transmite isso. Muita força e não se desligue de quem é. Como diria alguém, "porte-se bem ou porte-se mal, mas sempre com nível". Força
Ana

Anónimo disse...

Querida Kiki, escreva um post quando se sentir ainda melhor...! Iria, com certeza ajudar a prevenir muitas situações. Neste post já identificou uma coisa importante: o tempo para cada um...!
Muita força. Obrigada pela sua partilha!

Maria disse...

Boas férias a três que por aqui também se iniciam duas semaninhas assim! :D
Beijinhos

Jo disse...

Está tudo bem é o que importa... ;) E que bom que tiveste estes dias para ti e que os aproveitaste bem! :) Beijinho grande.

Ana Lemos disse...

que bom que te divertiste muitooooooo, mesmo com saudades deles!!! bjs

Lara disse...

A minha mana disse-me...tb não imagino o que seria ficar uma semana sem o meu baby que é o meu mundo. Engraçado como as coisas mudam quando temos filhos e que eles passam a ocupar um espaço no nosso coração que não sabíamos que existia. Mas concordo com tudo o o que disseste, principalmente com a parte de que nas férias as mães também deviam ter algum descanso e não só quando o baby dorme...seria a salvação de muitos casamentos.
Tenho a certeza que algo de muito bom está para chegar para ti.
Love you sweet.
********

Vera Bravo Figueiredo disse...

Kiki muitos beijinhos e força. Já passei por uma separação há 4 anos que durou 2 meses mas felizmente as coisas não tinham de ser pela separação, felizmente conseguimos pôr o mais importante à frente. Espero que, dê por onde "der" tudo se resolva da melhor maneira. Beijinho muito, muito grande.

Mum's the boss disse...

que bom que foi bom! Mil beijijnos!

Kiki - Família de 3 e 1/2 disse...

Tão bom receber os vossos comentários de apoio e tão positivos! Mil beijos! <3

Mãe das Marias disse...

Lamento... Sempre vos achei uma familia linda e feliz e fiquei com pena.
Mas se te sentes bem isso é que interessa, ser feliz! Que o sejas, muito!

Beijos*

ML-As Maravilhas da Maternidade disse...

Estranha, imagino, mas com dias bons e cada vez mais e melhores, fico muito contente que tenha sido bom!

Beijinhos e força na rentrée!

Anónimo disse...

Que pena... Não gosto de saber que casamentos se desfizeram mas já tinha notado que os posts estavam mais tristes.
Muitas vezes a culpa é a da educaço machista que se dá aos filhos que depois não estão preparados para serem pais... Toca a educar os nossos filhos para aprenderema a dar tanto aos filhos como as mães.
Boas escapadelas com amigas, apesar de diferentes sabem muito bem!

Sofia e Beatriz disse...

Tenho que confessar que, numa separação, o que mais me assustaria era ter de a deixar ir passar uns dias, sem mim. :/
Tu és m furacão de mulher e com um sorriso contagiante. Não será de certeza uma etapa maravilhosa, mas vais ultrapassa-lá e tentar retirar dela o melhor.
Um grande beijinho <3