07/11/2017

Mataste-me!

Mataste-me! 
Mataste-me em ti... 
Mas mataste-me em mim. 
Por dentro. 
E morrer dentro de um corpo vivo é uma morte cruel para quem sente. 
Para quem sente e para quem a sente.
Mataste-me o sorriso. 
E não foi apenas aquele sorriso patético que eu vestia todos os dias por tua causa... 
Mataste-me aquele que eu usava todos os dias. Por causa da vida. 
Tenho usado um que encontrei ao espelho. 
Mataste-me em vida. 
E mataste-me a vida que não estava ainda vivida. 
Mataste-me os sonhos. 
Mataste-me. 
Mataste-me o olhar que está agora baço. 
Mataste-me a expressão que está agora enrugada. 
E escura. 
Pior do que me teres matado em ti, é teres-me matado para os outros.
Mataste a serenidade que eu sentia.
Mataste a confiança. Não a que eu tinha em ti! Enfim, sim... Mas mataste a confiança que ainda não depositei em quem a merece. 
Mataste-me um caminho feito! 
Pedra a pedra. Com tanto cuidado. Com tanta precisão. Durante tanto tempo. Mataste. 
Mataste um passado e mataste um futuro. 
O presente, esse... Hum... Não se pode matar uma coisa vazia!
Mataste promessas. 
Mataste os abraços. 
Mataste os olhares e mataste as palavras. 
Como é que se matam as palavras?
Como é que se matam os olhares?
Como é que se matam as palavras ditas com os olhares? 
E os olhares que não precisavam de palavras?
Mataste!
Em ti. 
Em mim. 
Mataste aquilo que dizias que não iria morrer nunca.
E isso é que me mata ainda mais. 

10 comentários:

Anónimo disse...

Percebo tão bem...os sorrisos são agora estudados...
Temos de seguir por um caminho que não estava planeado.
Um sem fim de estradas nunca sonhadas e nunca desejadas.
Mas querida Kiki estamos a descobrir em nós uma forca que não sabíamos existente.
Sofremos muito, mas não deixamos de conquistar mais um dia, que embora sem o nosso amor, não deixa de ser um dia de AMOR ( filhos, amigos, os nossos meninos[ também sou educadora]), tudo são conquistas e pequenas(grandes) gotas de agua no deserto

Teresa disse...

É colocar "a máscara " dos dias... e desejar muito que volte a serenidade.

Anónimo disse...

Gosto tanto ❤️❤️❤️

A Menina disse...

Entendo bem esse sentimento. Mando-lhe um abraço bem apertadinho, que nos conforte um pouco às duas, e a tantas e tantos que sentem o mesmo no momento.

Anónimo disse...

A parte melhor? Conseguir identificar cada dor... Escreve la. Digeri la. A vida encarrega se de levar quem não é para ficar
Um abraço apertadinho

Anónimo disse...

❤️ Kiki: pensamento positivo e a certeza de que tudo passa!

Alcinda freitas disse...

:) um dia tudo passa, e quando olhares para trás verás que esta dor de hoje teria de acontecer para conseguires ver as melhoras coisas da vida e para valorizares tudo de bom que está para acontecer! Vai correr tudo bem, nada acontece por acaso ... simplesmente à outro rumo a seguir, muita força, muita fé, muita esperança, algo novo vai nascer ... e isso é BRILHANTE!!! beijinho

Susy Littlebox disse...

É difícil recuperar, há dias melhores que outros.
Eu já atingi aquela fase em que acho que não vale apena...
Dois divórcios, famílias que conheço á minha volta a desmoronarem-se, homens cada vez mais a mostrar que são uma farsa...
Sinto-me sozinha mas de bem com essa solidão.
Tenho o meu filho que é o melhor do mundo assim como tu tens os teus!

. margarida . disse...

A catarse da escrita.
O verbalizar(...com quem seja possivel) a filh@ da p@tice que sobre si se desabou.
E acreditar que a vida se encarrega de tudo colocar no seu devido lugar.
Mas,entretanto,mandar uma quantos à merd@.
Abraciños.
Gostamos de si Kiki.

Joana

Anónimo disse...

Ja li e reli as suas palavras várias vezes e fazem tao sentido que nao mudo a porra de um ponto. Podia ter sido escrito por mim com a diferenca que ainda nao consigo verbalizar aquilo que me corroi, que me consome a alma. Posso dizer que sei aquilo que esta a sentir e isso talvez apazigue o seu coração. A desilusao é inquietante, confusa e fragil. Mas o caos devolve sempre a ordem às coisas. Dê tempo. Permita-se a esse luto. Eu vou fazer o mesmo. Um abraço