14/03/2010

Help!...


A minha filha está uma peste e com tendência a piorar... Personalidade forte... Estou a perder o controle... Sempre fui muito rígida (às vezes até demais) e agora fico sem saber até onde ir porque tenho receio de ser injusta... Às vezes penso que ela sabe muito bem o que faz e por isso, ralho muito, mas depois penso que ela só tem um ano e meio e duvido se ela terá tanta noção assim... Só quer fazer o que quer, resiste à comida (ela que devorava tudo!), tenta mandar em toda a gente, grita, esperneia, atira-se para trás...

Pega nas coisas que sabe que não pode mexer e fica com o objecto na mão a olhar para mim à espera da minha reacção... "Luísa, dá um beijinho à mãe!" "Nã!" (Mas se for ao pai dá!) Hoje fomos ao parque de manhã e tivemos de sair porque ela resolveu que a bola do amigo era dela e não a emprestava a mais ninguém... Depois de vários avisos e de vários "Anda para aqui!, Faz isto ou aquilo!" Uma coisa foi puxando a outra e acabámos a história com uma palmada no rabo, uma bela choradeira e uma "viagem" directa para o carro. E eu cheia de vergonha da birra em público e do ginete da minha filha...


A sensação de falhanço como mãe é mais que muita... O pânico das pessoas começarem a fugir de nós por causa do feitio da minha filha também é grande...


A verdade é que também tenho andado irritável e com os nervos em franja... Talvez isso também não facilite, talvez ela perceba e se aproveite da minha fragilidade...


Queria tanto que ela voltasse a ser o anjinho que era e que toda a gente gabava!...


snif... snif...


Estou triste...
****

13 comentários:

Patrícia disse...

Minha miga esta fase é a pior, esta idade eles começam a testar-nos e nps sem muitas vezes sabermoso que fazer...por ca a hora da comida é terível desde há uma semana...é a verdadeira batalha campal e com muitos gritinhos à mistura...hoje foi tudo directamente para a maquina de lvar e para dentro da barriga dela NADA. Claor que nos sentimos tristes mas é a fase mais complicada depois so mesmo a adolescência

Maria e Companhia disse...

Eles crescem mamã...!!! Os meus dois testam-me diariamente... mais ela que ele... ela é cá de uma raça!!!Eu não cedo a chantagens deles nem a birras... fico de rastos mas não cedo... um não é um não! A minha ideia é que se eu ceder uma vez... estou feita!!!

Beijoquinhas acompanhadas de doses de paciência!!!!

Maria & Companhia

Marina disse...

Não quero estar para aqui a dizer que deves fazer isto ou aquilo, mas cá vai...
Tenta ser mais firme com ela, mas com carinho, repreendendo-a mas reafirmando sempre o teu amor por ela. Ao dares uma palmada só lhe estás a ensinar que bater é uma coisa permitida, pois se tu o fazes...
E as birras não são indicador de uma personalidade forte, nesta idade a personalidade não está definida, pelo menos é o que muitos pediatras dizem.
E não te irrites tanto, ou pelo menos não lhe mostres isso! :)
Beijinho

Marina disse...

Ah, todos os cachopos mais tarde ou mais cedo fazem birras e envergonham-nos em público! Não é nenhum drama, só não fazem birras as mosquinhas mortas!!! ;)

Anónimo disse...

Acho que nunca comentei mas aqui vai: concordo com tudo o que diz a Marina. Não criar guerras sem necessidade é o mais importante, mas não ceder e manter coerência no que se diz/faz é essencial.
Agora esta fase está longe de ser a pior: tenho uma com 15 meses e outra com 3 anos e meio, e digámos que os terrible two merecem bem o nome!
boa sorte
Mafalda

Anónimo disse...

OLá, eu só comentei aki uma vez:) mas não queria deixar de dizer ke fazer birras n tem nada a ver com personalidade forte, kem inventou isso foi só para ficar mais bonito a falta de educação de mta criança. Com isto Não estou a dizer ke n sabes educar a tua filha, pk tb diria o mesmo de mim pk a minha filha é do piorio, tento seguir o ke disse a Marina acima, mas sinceramente n consigo ter mto sucesso pk sei ke me dereto com ela ehhehehe, mas tenho reparado ke quando lido com mais paciencia e com um tom de voz firme e não agressivo, ela obedece-me :d ou seja com amor e esperando ke cresçam tudo fica bem :))

boa paciência :D

Anónimo disse...

Esqueci de dizer ke n concordo com a ultima frase da Marina, não fazer birras tb n é indicador de ser mosquinha morta, simlesmente há crianças diferentes e pais diferentes e formas de vida ke nem nos passa pela cabeça..

pic disse...

Eu li este post no dia em que aqui o deixaste e veio me logo uma coisa á cabeça.

Ontem confirmaste no FB!

Mais uma vez muitos parabéns! :)

Beijinho Grande
inês l r

mamã Té disse...

Kiki,

Tens de ter paciência e não vale a pena ficares :-(, a Lu está a testar-te e tb como andas mais sensível levas as coisas mais a peito...
Contudo eu que sou mãe de 3 posso dizer que os meus filhos mais velhos nunca foram meninos de birras e tb nunca foram umas mosquinhas mortas, vamos ver como será com a Martinha...

Bjinhos mantém a calma mas tb a firmeza

carlafialho disse...

Kerida cunhada...td o k dizes é supernatural. Ela está simplesmente a passar uma fase normal da idade e mtas + virão.Com paciência e mto amor td se passa com tranquilidade.As experiências que ela faz são simplesmente a ver até onde pode ir...tenta fazer o contrário...incentiva tu primeiro em algo que normalmente n deixas fazer...vais ver que aos poucos ela começa acalmar.
mtas bjokas kerida...jokinhas à Luisinha e papá

pamgvb disse...

Olá querida!

é a 1ª vez q te visito mas nao podia ir sem te deixar uma palavra!

identifico-me com este post, com tudo o q dizes pois tb tenho um exemplar dessa especie cá em casa. há dias melhores e outros menos bons quer dela quer meus e entao as vezes é melhor fugir dafrente mas depois dá-me cá um aperto no coração... mas nao cedo!! a pedi disse-me uma vez 'prepare-se q vem ai a fase das birras. o meu conselho é deixe-a gozar a birra e nao lhe dê atenção' e é isto q tenho feito!! custa-me horrores! sinto-me a pior pessoa do mundo mas tem resultado!!!

muita paciencia e muita calma.

convido-te tb a passar no nosso cantinho ;)

beijinhos,
patricia

Mommy Kiki disse...

Olá minhas queridas! Muito obrigada pelos comentários e sugestões! :)
Na verdade, essa teoria eu tenho-a toda... Uma licenciatura em Educação de Infância e mais uns anitos de experiências com crianças.. O problema é que, com os filhos dos outros, é bem mais fácil do que com os nossos! :)))

Beijinhos a todas e obrigada por irem passando!

Marina disse...

Vá, pronto, se calhar exagerei quando disse que só as mosquinhas mortas é que não faziam birras. E tens razão Kiki, os filhos dos outros são muito mais fáceis de controlar!!! eheh Beijo