04/08/2017

Tempo de férias!

É tempo de tudo!

De ir para a cama quando der o sono. 
De acordar quando este acabar. 

De comer pequenos-almoços reforçados porque não se sabe a que horas o almoço vai para a mesa. Se é que o almoço vai ser à mesa. Não sabemos sequer se o almoço vai ser em prato. 

É tempo de andar com os pés e os joelhos encardidos de brincadeiras. O cabelo despenteado e a boca suja da última refeição. Ou das coisas que se comem a meio das refeições. 

Tempo de férias é para brincar, para não brincar, para deitar no chão ou onde calhar. Para trepar e para cair. 

É tempo de fazer amigos novos. Nem que seja só naquela tarde de praia. Ou naquela meia hora de esplanada. 

É tempo de comer uma sopa só para remediar. De tomar banho só no dia seguinte porque já é tarde. 

É tempo de ter tempo. É tempo de não contar o tempo. 

É tempo de dormir destapado.

Tempo de ter saudades. De matar saudades. De cultivar saudades futuras. 

Tempo de férias é para criar memórias. Acolher lembranças. 

Tempo de brindar à vida. De descansar. De cansar com o tédio. De morrer de exaustão com o excesso de actividades. 

É tempo de um dia de cada vez! De logo se vê. De quando estiver despachado. De se não fizermos hoje, fazemos amanhã. 

Tempo de férias é tempo de tudo e tempo de nada. 

Sem comentários: