08/12/2017

Fui ao Karaoke!

Sim! É verdade! Esta que vos escreve foi ao Karaoke. E sobreviveu! E a audiência também.

Anos! Passaram-se anos desde a última vez! Não me lembro sequer quando foi a última vez. Mas passaram-se seguramente 20 anos desde que pus um pezinho num evento de Karaoke.

É interessante como pouco ou nada mudou desde então!

O animador continua a usar gel do cabelo. E continua com aquela voz de carrinho-de-choque em versão romântica com umas piruetas pelo meio. E também continua a cantar temas belíssimos como as Borbujas de Amor, mas agora em versões mais modernas que, em vez de nos pôr a chorar de desgosto de amor, põe-nos a  roçar, ao nível do corpo, no amor seguinte. (Eu não me rocei em ninguém! Estava só a ver como se fazia!) Dizem que aquilo é Reggaeton.

Ao nível dos artistas. Também nada muda!!! O cinquentão de voz Elviana que canta o New York continua lá. Também continua a alhar os falsetes, mas... Sim senhor! Temos de lhe tirar um chapéu porque canta melhor que a maior parte do comum dos mortais.

Aquela miúda que ninguém liga porque acha que não vai dar nada mas, de repente, saca de uma corda vocal ao nível da Adele e toda a gente pousa os copos, olha para a miúda com os olhos fora das órbitas e os queixos caídos e no fim acaba tudo em estado apoteótico a gritar e a bater palmas e a tentar arranjar o número de telefone do Simon Cowell. Essa miúda? Também ainda lá está!

Aquelas amigas meias bebadas, meias alegres, que insistem em cantar coisas cujo ritmo não conseguem acompanhar e cujas cordas vocais nunca vão conseguir atingir, mesmo que fossem operadas pelo cirurgião da Raínha Letícia, ainda estão lá! Ah espera! Essas éramos nós!!!

Estão a ver o Homem do Leme dos Xutos? Não falhou!

E a Água Fresca da querida Dina? Também não falhou!

Basicamente está tudo igual! Até os papelinhos e os catálogos de micas com as folhas meias rasgadas são os mesmos. A única diferença é que, nos intervalos, danças o Despacito em vez da Macarena. Mas acho que o Despacito é apenas uma evolução mal conseguida da Macarena.

A bem da verdade, não me ria tanto há muito tempo!!! E isso trabalha bem o abdominal.

2 comentários:

Anónimo disse...

Olá.
Onde é que foi ao Karaoke?
Obrigada
Joana A.

Cunanan disse...

https://casamentoemarmonia.blogspot.com.br/