09/06/2012

De Cinderela a Gata Borralheira

Cada vez que me vejo de esfregão em punho a lavar retretes, lembro-me dos tempos de casa dos meus avós. 
Havia um batalhão de criados. A Fina cozinhava, a Claudina limpava, o Joaquim era o motorista e ainda havia a Otília que era a costureira, o Sr Joaquim que tratava do jardim e o Manel que ia lá arranjar coisas quando era preciso. Todos lá estiveram a vida inteira! A Claudina e o Joaquim ainda são vivos e ele liga-nos todos os meses para saber de nós. Dos outros, uns morreram e outros perdemos o contacto.
Tenho tantas saudades daqueles tempos! Não pelas mordomias (por acaso até tenho muitas saudades das mordomias) mas pela alegria que havia naquela casa! Em que mesmo que só estivessem os meus avós, a casa estava sempre cheia! E quando chegávamos era uma emoção. Íamos à cozinha cumprimentar a Fina e ver o que ela estava a fazer para o almoço, íamos à Otília ver o que ela andava a fazer ou experimentar o vestido que ela fazia para mim, o Joaquim estava sempre lá fora a tratar do carro ou da cadela ou a mandar vir com a Fina! Era tão bom! E todos pertenciam à família! A Fina foi lá para casa quando a minha avó tinha 14 anos e morreu lá em casa velhinha. Nunca teve família e sempre jurou que era virgem! Espero que não coitada! Espero que o Joaquim tenha tratado disso! E foram como avós para mim. Tanto no mimo como nos ralhetes! Todos estavam lá desde que a minha mãe e a minha tia eram bebés. 
Hoje em dia não tenho empregada em casa, mas mesmo que tivesse, nunca iria ser a mesma coisa.

****

4 comentários:

Maggie disse...

adoro recordações, adoro estas recordações!

Mtas felicidades
Maggie

Teresa Costa disse...

Ai Kiki, como entendo isto.. A casa da minha avó ainda é muito nesse género. A minha mãe tem 2 empregadas para limpar e uma para cozinhar. Pior é que ambas se queixam. Ou porque não são boas como eram as antigas, ou porque têm que andar sempre em cima delas ou porque sei lá o quê. E eu passei o fim-de-semana TODO a esfregar a casa, a tratar de roupas, a pensar nas comidas porque vou ter visitas hoje (ups daqui a pouco e ainda estou com a roupa da gata borralheira). E ainda assim, esperam que eu tenha o cabelo irrepreensível, as unhas idem, que esteja super bem humorada e que nada esteja fora do sítio. De outra forma é porque me fugiu o pé para o chinelo. E penso muitas vezes que é uma porcaria, isto tudo. Bem vou ficar por aqui que estou com os azeites. :/

Anónimo disse...

"Criados" ??? Isso é tão século XIX...

Kiki disse...

Querida, vá ver o significado da palavra. Aprenda um bocadinho de história. E depois critique? Boa??? ;)))