03/09/2009

1º Dia de Escola II




Pronto! Já está! :D


Depois de uma noite muito mal dormida, lá me levantei cerca de 45 minutos antes do despertador tocar. O estômago dava cada vez mais voltas à medida que a hora se aproximava... Preparei a roupa dela e o biberon e fui acordar o pai para se ir arranjar. Ela acordou (para variar) às 9h em ponto. Hoje acordou especialmente bem disposta. Talvez a adivinhar o que iria acontecer. Eu sentia-me um carrasco enquanto a preparava para sair. Nem consegui comer nada porque o nó na garganta não deixava passar nem uma migalha de pão. Tentei tirar-lhe algumas fotografias antes de sair de casa, mas a palhacice era tal que ela não parava quieta. Parecia uma macaca de circo a mostrar o seu inteiro reportório de graçolas.


Saímos de casa e eu não dizia uma palavra. Tentava não lhe passar a minha ansiedade felicitando-a por ir para a escola e por ir conhecer os novos amigos.


Quando chegámos à escola, veio uma menina da recepção acompanhar-nos até à sala. Encontrámos a educadora M. no caminho que ficou feliz de a ver e lhe fez uma grande festa! A Luísa ao meu colo dava pulos de alegria e ria-se para toda a gente (nada de anormal). Quando entrámos na sala, estavam umas crianças deitadas no tapete e outras a passear. (algumas já andam e outras ainda não) Duas ou três choravam perdidamente. (coitadinhos...). Uma delas estava sentada num cantinho sem se mexer, com os olhos molhados de quem tinha estado a chorar. Ao olhar para aquelas crianças, imaginava o número de mães que teria saído dali no mesmo estado que eu.


A M. convidou a Luisinha para o seu colo e ela não se negou. Antes pelo contrário! Sem nem olhar para trás, esticou os braços e atirou-se para o colo da M. que a encheu de beijinhos. Sentámo-nos naquelas cadeirinhas minúsculas a preencher fichas e a falar sobre os seus hábitos e a M. pousou a Luisinha no chão para poder conversar connosco.


Fiquei feliz! A Luísa começou logo a gatinha pela sala fora, foi logo cumprimentar os amigos que lá estavam e agarrou-se a uma boneca toda contente. Brincava com a boneca e olhava para nós a rir como se mostrasse que tinha encontrado uma brincadeira mesmo engraçada. Os bebés que estavam a chorar, continuavam. Ao contrário do que pensei, a Luísa não ficou contagiada pelo choro dos outros e brincava alegremente.


Chegou a hora de irmos embora e tentámos despedir-nos da nossa filha. Sim! Tentámos! Porque ela não estava nem aí para nós! Fugiu a gatinhar, disse-nos um adeus meio a despachar-nos e lá foi ela brincar. Fechei a porta da sala sem acreditar no que tinha visto! Por um lado feliz e aliviada, por outro lado com o coração bem apertadinho... Com medo que ela começasse a chorar quando desse pela nossa falta. As lágrimas empurravam-se umas às outras para tentar sair. Tive a sensação que bastava dizer uma palavra para desatar a chorar e por isso tentei conter-me ao máximo. (só saiu uma ou outra... :))


Voltámos passado uma hora e meia para a buscar antes do almoço. (mal tivémos tempo de tomar um café como deve ser) A Luísa vinha feliz ao colo da educadora a dizer-nos adeus! Com um sorriso de orelha a orelha. A M. disse que ela já ia atrás dos outros bebés para comer a sopa. Portou-se muito bem e só chorou um bocadinho quando, a gatinhar, tropeçou e bateu com a cara no chão. (o costume! tem a mania que é o schumacher!)


Posto isto, estes dias que iam servir de adaptação afinal não vão servir para nada porque a madame não precisou de adaptação.


Amanhã já irá o dia todo!!! :D




****

4 comentários:

Vera R. disse...

Que bom que assim foi. O nosso coração fica piquinininho quando os deixamos a chorar..Mas ainda bem que não foi o teu caso.

bjokas

Mafalda disse...

tal como já te disse, que bom!! ainda bem!!! menos uma preocupação!!
já eu, continuo todos os dias a sair daquela creche a sentir-me uma carrasca. ela hoje olhava para mim e chorava! tive de me esconder e tudo... é horrível de se ver. tem ficado todos os dias 2 horas, mas a coisa nem por isso corre bem. :( amanhã ficará a manhã toda para ver se come e dorme lá e eu já estou nervosa só de pensar! :((
mãe sofre muitooooo! beijocas*

Patrícia disse...

Grande sorte e a menina luísa é uma sociável e sente-se segura por isso fica tão bem...fizeram um excelente trablaho. beijinhos grandes

Rita disse...

Eu não aguento a mochila às costas.... :)))))))
Que bom que correu tudo bem!!!

Carol, um dia vais ter de mandar encadernar este livro! A Luísa é uma sortuda! Quem nos dera a nós termos o relato escrito do nosso 1º dia de aulas!!!!