29/12/2010

Uau... E então?...

A capa da revista Nova Gente diz qualquer coisa como "Rita Ferro Rodrigues quebra as regras pelo bebé. Até dormiu 4 noites numa cadeira".
A coisa foi mais ou menos assim: o bebé dela com 15 dias teve uma bronquiolite, foi internado, a senhora fez um escarcel porque não a queriam deixar lá dormir e a pobre mulher dormiu 4 noites numa cadeira.
E eu pergunto: e depois??? Não é o que qualquer mãe faria??? Eu e as minhas companheiras de quarto dormimos 6 noites numa cadeira e nenhuma revista quis saber de nós! Nem o Correio da Manhã! Somos heroínas por isso? Não me parece! Somos MÃES! E incapazes de deixar os nossos bebés recém-nascidos (nem que fossem mais velhos) sozinhos no hospital e por eles dormíamos no chão se fosse preciso!
****

6 comentários:

Teresa disse...

Essa capa mexe-me com o sistema nervoso desde que a vejo nas bancas. Essa estúpida não fez nada que tantas outras mães neste país não façam todos os dias e ainda se queixa, coitada da princesa. Tenho uma prima que tem uma bebé de 8 meses e que está desde os 4 entre casa e o IPO. Essa minha prima até no chão já dormiu por não aguentar estar mais tempo sentada. E não foram 4 dias, são 4 meses e ainda não acabaram. E ver essa parva a queixar se revolta-me profundamente. Enfim, "fazer o quê?"

Diana disse...

Bem, eu li muito por alto, mas não me pareceu, Teresa, que a Sra se estivesse a queixar por ter dormido numa cadeira! Ela queixa-se sim, e a revista fala sim, de não a quererem deixar lá ficar! Aí está o ponto da questão e não no facto dela ter dormido na cadeira, isso é um pormenor que me parece que a propria revista quis evidenciar!
No entanto eu quando li a minha reacção foi "se fosse uma pessoa sem ser conhecida não teria lá podido ficar!" porque o conteudo mostra que foi uma REGRA DO HOSPITAL que foi quebrada, regra essa que não permite um pai/mãe lá ficar com a criança!
Como qualquer MAE a Rita insistiu e insistiu e ficou... * BOm ano para todas*!

Carla Marialva disse...

Pois eu comprei e li a revista e oque me pareceu foi que a Nova Gente soube por alguem (do hospital tá visto) oque lá se passou, alias a mãe não falou à comunicação social sobre o assunto e fez aquilo que qualquer mãe deveria fazer que foi ficar ao lado do filho, alguma vez me passava na cabeça dormir m casa longe da minha filha ? yap tá-se msm a ver!
Essas regras não são só na Luz prq no HSM, onde tive 10 dias com minha filha a nascença a seguir ao parto,assisti uma mãe ser expulsa do quarto na cama a minha frente prq ela já tinha alta e o bebé não, tinha diabetes,a coitada a tirar leite com uma bomba e a auxiliar, nem era enfermeira, a manda-la embora prq tinha que desocupar a cama e ela aos prantos a chorar,fiquei-lhe com as malas e sacos na minha cama e ela passava o dia com o miudo e a noite no carro! Morava em Tomar coitada, o banho deixavam-na tomar lá no neonatal.À mim deixaram lá ficar prq minha filha estava internada no msm serviço que eu! Estupidez.
É triste não é? Foi uma cena muito feia de se ver msm triste.

Mami ( Sónia ) disse...

Que capa tão parva. Qualquer mão faria isso pelo seu filho e não é capa de revista por causa disso.Enfim....

Já agora adoro vir ao teu blog cuscar !
Beijinhos

Marina disse...

Olha nunca tinha ouvido falar de um hospital que não deixasse as mães ficar de noite ao pé dos filhos, sendo estes menores. Quando tive a Carmo estava lá uma mãe no mesmo quarto que eu e o bebé não tinha tido alta mas ela sim, e ela esteve lá sempre, de noite e de dia. E também tenho conhecimento que no pediátrico deixam ficar sempre as mães. Estranho... Mas sim, essa Ritinha não fez mais do que qualquer mãe digna desse nome faria. Beijo

macaca grava por cima disse...

coitadinha da ritinha... Realmente!!! Que manchete tão estúpida