03/04/2012

São conceitos... Cada um tem o seu!

Adoro as pessoas que passam a vida a queixar-se da crise mas vão jantar fora todos os fins-de-semana e vão viajar para aqui e para ali, andam sempre com roupas novas e ai Jesus que tenho que reduzir os dias da empregada!
Para quem está habituado é sim uma chatice ter que reduzir os dias da empregada e ir jantar fora apenas uma ou duas vezes por semana em vez de três ou quatro. Acredito que também seja chato passar a fazer compras na Zara em vez da Lanidor ou Massimo Dutti. Mas please! Não me venham com essas queixas para cima de mim que eu digo-vos num instantinho o que é a crise!!! E ainda assim, apesar de chegar ao meio do mês já sem dinheiro para nada, apesar de já não ir jantar fora e nem sequer ao cinema, apesar de andar a esticar as roupas das criaturas para ver se duram mais um bocado, apesar de fazer ginásticas mentais para fazer render a gasolina, os bifes de frango e shampoo, sei que não me posso queixar, porque há pessoas a passar dificuldades bem piores do que as minhas!

****



14 comentários:

Maria João disse...

Eu não me queixo. Digo sem problema nenhum que não sinto a crise. Também fora do país, da famía, era o que me havia de faltar sentir a crise...Mas até nem era isto que ia dizer. A mim o que me irrita solenemente são as queixas e mais queixas e aí que nem tenho dinehiro para a comer, mas depois há dinheiro pa net e tlm e não mexem o cú para mudar a vida. Isso sim irrita-me muito. A inactividade e o deixa andar!!

Tânia (Mamã do Santiago) disse...

Manter as empregadas é manter o nível!

Isto é mesmo assunto que dava pano para mangas...

Ni! disse...

E há que dizê-lo com frontalidade.
PS-E cortar bodies para fazer camisolas interiores? ;)

Duchess disse...

Eu vou tentar manter a empregada mas não é de certeza por causa do nível.

Kiki disse...

Minha querida, atenção! Não sou nenhuma esquerdalha a criticar quem o pode ter/fazer! Acho óptimo! E se eu pudesse também tinha empregada, e ia jantar fora todos os fds!
Só estou a dizer que me enerva as pessoas que podem e se queixam!

Mamã cá de casa disse...

Olha eu tb posso dizer que a crise cá em casa tb ficou lá fora!
É verdade que a prioridade agr é a boneca,mas nós tb raramente íamos jantar fora,sempre fomos poupados a única coisa que tenho de "luxo" é mm uma empresa que me passa a roupa do homi, pk é feio ele ir trabalhar com camisas cheias de vincos é que não tenho jeitinho nenhum para aquela porcaria! Eheheheh

beijinhos nossos

Té F. disse...

A crise toca a todos (mas parece-me que pro ano ainda vai doer mais...no que respeita ao IRS vamos levar cortes desde a saúde à educação passando pelo crédito habitação!) mas sim toca a todos e até o nosso Presidente Cavaco anda cheio de lamurias - Pobrezito! :)

Naná disse...

Nem mais! Nem mais!...
Por isso não me queixo, porque conheço pessoas bem próximas que em certos dias, nem dinheiro para o leite do filho, mesmo trabalhando que se fartam, mas nunca receberem... porque quem lhes devia pagar as explicações dos filhos, prefere ir jantar fora a pagar à explicadora!

Princesa disse...

E quem fala assim, não é gago!

Duchess disse...

Kiki: eu sei. Eu queixo-me como toda a gente se queixa. Quase parece um desporto em si.
de qualquer forma, comparando com uns tenho razões para me quixar. Comparando com outros nem por sombras. Lá está, muito subectivo.

Mas quero deixar de falar sobre isto.
Estamos numa fase em que ostentar qualquer sinal de aparente riqueza nos leva quase directamente à fogueira.
E depois lá venho tentar justificar porque é que tenho empregada ou porque é que tenho os miúdos no colégio. Estou tão cansada!

beijo enorme amiga

Nini disse...

Como eu a compreendo! E como partilho do seu comentário... Também penso que apesar de todas as lutas que travo e das dificuldades que enfrento, sei que há pessoas piores que eu e por isso paro de me lamentar, mas querer e não ter custa! Custa ir ao supermercado e não poder dar um miminho à minha filha, e estar constantemente a dizer-lhe que não a qualquer coisa que me peça.
Por eles custa ainda mais...
Beijinhos

Sara disse...

não diria melhor! eu sinto a crise e de que maneira... para além de ter de esticar o (pouco) dinheiro, tenho de pedi-lo para que não falte nada à minha princesa. e como dói meter o orgulho de lado e pedir ajuda! mas não, não me ando a queixar :)
beijinhos

Jo disse...

Assino por baixo!

Filipa disse...

Subscrevo completamente...
Mesmo, mesmo, mesmo! E tb conheço taaaanta gentinha assim...