12/07/2012

Coisas que me passaram pela cabeça hoje

- Porque é que as pessoas insistem em dormir na faixa do meio da auto-estrada quando a faixa da direita está vazia?
- Às vezes vejo mães a ralhar de uma forma com os filhos que só me apetece ir lá dar-lhes um par de estalos e trazer a criança para minha casa.
- A fruta das mercearias é mil vezes melhor que a dos supermercados. (Hoje trouxe uns figos maravilhosos!)
- Uma semana e tal depois da dieta, o meu estômago já deve estar com metade do tamanho e fico satisfeita com metade da comida. 
- Bebi um sumo de papaia e goiaba ao almoço que me fez voar até ao Brasil durante uns momentos.
- Estou a precisar de comprar calças! Tamanho 36 outra vez! Yesssss!

****

15 comentários:

Bi disse...

Eu costumo dizer que não entendo porque se gasta dinheiro a alargar auto-estradas quando as pessoas continuam a usar apenas 2 vias! É enervante!

36 Kiki?! Festaaaaaa!!!! :)) Muito bom!

Jo disse...

- não percebo essa escolha errada de faixa... nunca... especialmente quando vão à minha frente (e enquanto não os consigo ultrapassar!!)...

- a fruta das mercearias é muito melhor que a dos supermercados: confirmo, confirmo, confirmo!! (e não digo isto apenas por este pensamento dar muito jeito ao negócio cá em casa, juro!)

Anónimo disse...

e a mim se há coisa q me irrita é ver gente a olhar de lado quando eu brigo com a minha filha, pq das duas uma, ou n tem filhos ou tem e enfiou-os na creche todo o dia e 2 horinhas no maximo antes de dormir qq pessoa consegue aturar sem perder a paciencia.
e claro tb tem aquelas q olham de lado mas em casa fazem pior e tb há as outras q têm filhos babados e medrosos

Sofia disse...

Subscrevo!

Kiki - Família de 3 e 1/2 disse...

E o Anónimo gostaria de me encaixar em qual das categorias? É que não quis ofender ninguém com o meu pensamento... Mas pelos vistos alguém enfiou a carapuça...

Pimpolha disse...

No meio de todos estes pensamentos acertados, um ficou-me na retina: "Calças 36" :)

Viva Kiki, viva!!!! :)

(Companheira de dieta)

Kiki - Família de 3 e 1/2 disse...

hahahahah Bom dia companheira! Vamos lá enfrentar mais um dia de garrafa de água em punho! :P

Beijinho

Tânia ♥ O Nosso Mundo Perfeito ♥ disse...

Da auto-estrada também me enerva;
Ver mães a ralhar com os filhos igual, e tento não julgar, e tanto ainda mais não olhar mas não consigo mas vai na volta e faço o mesmo;
Fruta é sempre da frutaria;
Devia fazer essa dieta mas continuar num 36 de calças o que não é fácil;
Tb preciso de calças.

Beijos

Kiki - Família de 3 e 1/2 disse...

Bom dia Tânia, eu também não julgo! :)
E tento não olhar porque sei que é horrível. Às vezes também ralho com os meus filhos na rua, porque já se sabe, uma birra ou outra, aparecem sempre quando dá menos jeito. Mas eu estava a falar de quando se ralha demais ou a despropósito tendo em conta o que a criança estava a fazer. Claro que já podia estar a portar-se mal há uma data de tempo e a mãe já estar desesperada. Mas ontem era uma criança de dois anos que estava a levar um raspanete como se tivesse 9. E uma criança de dois anos ainda não tem maturidade para perceber algumas coisas e chorava de tão assustada que estava com o nível de voz da mãe e as coisas que estava para ali a debitar. Se calhar, a mãe aproveitava o momento para descarregar umas frustrações da vida no ralhete da criança e é aí que está a diferença! :)

Tânia ♥ O Nosso Mundo Perfeito ♥ disse...

Claro Kiki, nem estava a julgar a tua maneira de pensar e de quereres agir, eu generalizei a coisa porque à situações do género da que viste, infelizmente tenho uma bem de perto com um coleguinha do Santiago, e fico mesmo revoltada, já me meti, ouvi um "não tens nada com isso" mas não me calei.

Kiki - Família de 3 e 1/2 disse...

Pois... O problema é esse! :( Às vezes dá vontade de meter, mas não podemos!
Uma vez voltei para casa a chorar... Por causa de um pai que bateu numa criança também com uns dois anos de uma forma mesmo horrível... Parou meio-mundo a olhar para ele. Não foi uma palmada nem um estalo (que já de si é mau). Foi mesmo bater! O Luís quase saltou para cima do homem e eu ainda andei a ver se encontrava um polícia. Não encontrei e acabei por perder o homem de vista e só pensava no que aquele bebé passaria em casa... :((( É horrível!

Tânia ♥ O Nosso Mundo Perfeito ♥ disse...

E essa gente tem sorte, nessas alturas ninguém vê, pelo menos com autoridade para se meter!
E pensar que eu fui questionada no hospital porque o meu filho tenha umas nódoas negras dos braços da porcaria do andarilho :/

Filipa disse...

Há cerca de 3 semanas estavam num café uma mãe,o seu filho de 2/3 anos, e duas amigas. O filho estaca inquieto porque ninguém lhe prestava atenção e começou a dizer que queria ir para casa. A mãe levantou-se, e do nada pós-lo fora do café, e disse: "queres ir para casa, vai". Fechou a porta e o menino começou a chorar aos berros. Ela sentou-se e continuou. Esperei 1, 2, 3 minutos e ela nada.Toda a gente a olhar. Levantei abri a porta e deixei o menino entrar. Acho que aí lhe "caiu a ficha" e viu que toda a gente estava a olhar. Verbalizou qualquer coisa do género: " ele hoje está impossível" pagou e saiu com a vergonha. Neste caso tive mesmo que me meter, não conseguia ouvir mais 1 segundo aquele bebé chorar!

Anónimo disse...

Minha querida bem pior que ralhar é deixar crianças a gritar sozinhas durante a noite no quarto para elas deixarem de incomodar o sono dos pais. Ao menos as que ouvem os pais a gritar sabem que eles estão lá e preocupam-se.

Kiki - Família de 3 e 1/2 disse...

Minha querida, ambas as coisas são más!